Temas Variados » Colhe e pague e cachoeira – Sítios Warmeling e Vida Nova, Santa Catarina

Colhe e pague e cachoeira – Sítios Warmeling e Vida Nova, Santa Catarina



Dando continuidade as nossas visitas as propriedades do Roteiro da Acolhida na Colônia, depois de falarmos de nossa primeira parada, o Sítio Recanto da Natureza, localizado em Witmarsum, interior de Santa Catarina, vamos agora contar como foi nossa visita ao Sítio Warmeling, também em Witmarsum, e ao Sítio Vida Nova, localizado em Presidente Nereu.

 

-> Veja publicação sobre o projeto Acolhida na Colônia <-

-> Veja publicação sobre o Sítio Recanto da Natureza <-

 

acolhida-na-colonia_sitio-warmeling_witmarsum_almoco-em-familiaChegamos ao Sítio Warmeling por volta do meio-dia do dia 18 de Janeiro, uma sexta-feira, e já fomos recebidos com um grande almoço em família, no cardápio do dia tínhamos arroz, feijão preto, frango, mandioca (ou aipim, como é mais conhecido por lá), além de legumes e vegetais. Comidinha bem caseira, e deliciosa!

 

A família toda estava reunida, no total eram nove pessoas, o que significa que tinha conversa para não acabar mais.

 

Você sabe o que é colhe e pague? É um sistema muito legal, no qual o agricultor cuida do plantio e do crescimento das frutas e os clientes/turistas é que as colhem, diretamente dos pés. Ao chegar à propriedade o turista recebe uma cesta e uma tesoura de poda e então vai para os pés de frutas, onde escolhe as frutas que preferir e no final pesa e paga o que colheu.

 

acolhida-na-colonia_sitio-warmeling_witmarsum_plantacao-de-uvas

 

 

É uma forma diferente de vender frutas, e que agrada tanto a compradores como vendedores. Pois além de toda a produção ser orgânica (por lá são plantadas uvas, caqui, pêssego e ameixa), o comprador leva uma fruta fresquinha e barata, afinal o agricultor não tem custos com colheita, embalagem, transporte e atravessadores. É do produtor direto para o comprador.

 

E, apesar de cobrar um valor baixo pelo kg das frutas (a uva orgânica, por exemplo, sai por R$ 2,50 o kg), o produtor ainda ganha mais do que se vendesse para os supermercados ou atravessadores.

 

acolhida-na-colonia_sitio-warmeling_witmarsum_plantacao-de-uvas2

 

Depois do almoço fomos visitar a plantação, que chega a receber mais de 100 carros em um domingo, dia em que são vendidas quase 2 toneladas de uva. Uvas que por sinal estavam um mel. A visita à propriedade vale a pena só pelo passeio, pois não tem coisa melhor do que passear por videiras carregadas de uvas e poder degustá-las ali mesmo. No total são 5 mil pés só de uvas, o que produz, anualmente, quase 18 toneladas da fruta. Tudo vendido no colhe e pague.

 

No local da pesagem das frutas também são vendidas geleias, sucos e vinhos das frutas ali plantadas. Tudo orgânico!

 

EM NOSSA LOJA você pode comprar artesanato, alimentos orgânicos ou provenientes de produção familiar, equipamentos para reduzir o consumo de energia e água, entre muitos outros
ecohospedagem.lojaintegrada.com.br

 

A visita ao sítio terminou com um belo café da tarde, novamente com toda a família reunida e mais um bate-bapo já em tom de despedida. De lá partimos para o Sítio Vida Nova, onde passaríamos a noite.

 

acolhida-na-colonia_sitio-warmeling_witmarsum_cafe-da-tarde

 

Sítio Warmeling – www.acolhida.com.br ou [email protected]

 

 

 

Sítio Vida Nova

 

Depois de duas horas de viagem chegamos a Presidente Nereu, também no interior de Santa Catarina. Por lá nos hospedamos no sítio Vida Nova, localizado no alto de uma montanha da região, a cerca de 10 km do centro da cidade.

 

 acolhida-na-colonia_sitio-vida-nova_presidente-nereu_cachoeira-e-propriedade

 

Na chegada fomos recebidos por Luzia, a proprietária do sítio, que preparava uma carne de porco muito cheirosa!

 

acolhida-na-colonia_sitio-vida-nova_presidente-nereu_jantaPapo vai, papo vem, Luiz, marido de Luzia chega para nos fazer companhia, e continuar o bate papo, ali mesmo na cozinha. Depois do jantar servido, ainda recebemos a companhia do filho do casal, José Roberto, que estava estudado e só pôde parar para comer mesmo.

 

Diferente das outras propriedades da Acolhida que visitamos, no Sítio Vida Nova o quarto de hóspedes fica dentro da casa, ao lado do quarto do filho do casal, então lá você literalmente se sente em casa. Um quarto muito espaçoso e bem arrumado, com banheiro e uma varanda de frente para uma área bem conservada, com muitas árvores e pássaros.

 

Na manhã seguinte, depois do café, fomos conhecer a propriedade. Entre outros atrativos você poderá ver a pequena, mas bonita cachoeira do sítio, que só é acessível por um caminho de mata fechada. Nesta área o casal está realizando uma recomposição da mata (toda a propriedade, quando foi comprada, era só pasto). No local já existem muitas árvores frutíferas, além de espécies nativas dali, que se restabelecem sozinhas, sem precisar da ajuda do homem.

 

acolhida-na-colonia_sitio-vida-nova_presidente-nereu_animais-sitio

 

A visita terminou no rancho da família, onde ficam as cabras e as galinhas do sítio. Diferente das outras propriedades da Acolhida, o forte do sítio Vida Nova não é só o plantio orgânico. Por lá, o trabalho social desenvolvido pelos proprietários é que chama a atenção. Eles desenvolvem um projeto muito legal com a comunidade local, ensinando práticas de agricultura orgânica e incentivando a substituição da principal cultura local, o fumo, pelo plantio de frutas, verduras e legumes.

 

acolhida-na-colonia_sitio-vida-nova_presidente-nereu_casa

 

Uma alternativa muito menos poluente para a natureza e menos agressiva para os agricultores. No sítio é muito comum acontecerem reuniões da comunidade, apresentações de palestrantes e técnicos, entre outras atividades.

 

acolhida-na-colonia_sitio-vida-nova_presidente-nereu_familiaInfelizmente, como nosso tempo para visitas estava um pouco apertado, não pudemos provar o famoso Cabrito do Zé Polaco, receita de Zé Polaco, pai de Luzia e que era muito famoso na região onde eles moravam. A receita inclusive foi parar no livro de receitas da Acolhida, o “Culinária Colonial de Santa Catarina, Volume II”, e que pode ser visto em www.acolhida.com.br/culinaria/.

 

Mantendo nosso ritmo acelerado no final da manhã partimos em direção ao Sítio Colina, onde além de conhecer uma grande plantação de orgânicos, fizemos passeio a cavalo e uma trilha para duas cachoeiras lindíssimas. Mas isso é assunto para nossa próxima publicação.

 

 

 

 

 

 

Veja as outras matérias sobre os roteiros da Acolhida na Colônia

 

 

O Projeto Acolhida na Colônia

Veja como começou e como funciona o Projeto Acolhida na Colônia

 

 

A produção do FUMO e seus malefícios

Como o turismo ajudou várias famílias a se livrarem das plantações de fumo

 

 

Sítio Recanto da Natureza

Pernoite e visita à propriedade que realiza produção para subsistência e para turistas

 

 

Sítio Colina 

Pernoite, visita à propriedade com foco na agroecologia, trilha para cachoeira e passeio a cavalo

 

 

Sítio Vô Bubi e Sítio do Nono

Pernoite, trilha para cachoeira, visita ao engenho colonial, passeio de charrete e produção de flores.

 

 

Recanto Ecológico e Morada Ekoa

Pernoite, produção orgânica, turismo pedagógico, educação ambiental e trilha para praia.

 

 

Sítio Vida Nova – www.presidentenereu.sc.gov.br

Acolhida na Colônia – www.acolhida.com.br

 

Thiago Cagna. Consultor EcoHospedagem.

 

Contribuíram com esta publicação

Revisão e edição de texto – Nathalia Pereira, Jornalista – www.nathaliapereira.com

 

Ir Para Topo Da Página

Deixe seu comentário também!

Comentários



5 Respostas para Colhe e pague e cachoeira – Sítios Warmeling e Vida Nova, Santa Catarina

    • Zuleide como vai? Para reservas e mais informações é necessário entrar em contato diretamente com a Hospedagem.

      Os contatos estão na matéria.

      Thiago Cagna
      Portal EcoHospedagem

  1. nonato silva diz:

    Gostaria de um e-mail para fazer uma reserva no sitio vida nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.