O que posso fazer? » Festa Pomerana. Bem vindo a festa mais alemã do Brasil!

Festa Pomerana. Bem vindo a festa mais alemã do Brasil!



Pavilhão principal

 

Por ter a maior parte de sua população de origem alemã, ter um alto índice de alfabetização, mão de obra qualificada, predominância da religião pomerana, grande número de construções enxaimel e muitas bandas musicais e sociedades de tiro, é que Pomerode, cidade localizada no norte de Santa Catarina, vizinha a cidade de Blumenau, é considerada a cidade mais alemã do Brasil.

 

E é em Pomerode que há 30 anos, no mês de Janeiro, é realizada a festa Pomerana, a festa mais alemã do Brasil! Acompanhe em uma série de duas reportagens como foi nossa visita a festa mais alemã do Brasil!

 

 -> Veja aqui a segunda matéria da série <-

 

Portal turístico da cidade

 

A festa é também considerada a primeira festa no Brasil com esta temática e teve sua primeira em 1984, devido a vontade da comunidade de comemorar os 25 anos da cidade de um jeito diferente, e já na primeira edição mais de 20.000 pessoas circularam pela cidade.

 

Hoje, 30 anos depois, cerca de 80.000 pessoas passam pelo Parque Municipal de Eventos durante os dias de festa.

 

 -> Veja aqui a segunda matéria da série sobre a festa Pomerana <-

 

Em janeiro de 2014 fomos acompanhar a festa. Durante todo o dia existe a apresentação de bandas e grupos folclóricos no Parque Municipal, mas é no final da tarde, com o tradicional desfile da comunidade pelas ruas da cidade, que a festa esquenta.

 

 

Chegamos à cidade cerca de 3 horas antes do desfile, e exceto pelos turistas, as ruas da cidade estavam desertas. O que antes nos pareceu estranho ficou mais claro depois, já que grande parte da comunidade estava se preparando para desfilar pelas ruas da cidade.

 

Mas uma chegada antecipada vale a pena, pois aproveitamos o tempo de sobra para conhecer o que seja, talvez, um dos maiores atrativos da cidade, as construções enxaimel. Esse tipo de construção caracteriza-se por seus grandes telhados e pela madeira aparente na fachada. Além de fortes, as casas eram baratas e de construção simples, mas para adaptar a técnica construtiva ao clima local, foi necessária a implantação, por conta da elevada umidade, de uma estrutura feita de pedra que sustenta as construções evitando que a madeira molhe.

 

Enxaimel quer dizer enchimento. Primeiro, era construído o esqueleto da casa, todo de toras grossas de madeira. Entre as vigas verticais eram colocadas as horizontais e, nas extremidades das paredes, algumas em ângulo, para evitar inclinação. Pronta a “caixa”, os espaços eram completados com materiais disponíveis de acordo com a região: no Rio Grande do Sul, há fechamentos com taipa, barro socado, tijolos maciços rebocados e até mesmo pedra grês cortadas. Em Santa Catarina, há maior ocorrência de tijolos maciços sem uso de reboco.

 

Casa estilo enxaimel

 

O maior acervo de construções em enxaimel existente fora da Alemanha é encontrado em Pomerode: são mais de 240 edificações deste tipo em todo o município. Destas, a maior concentração fica situada na localidade de Testo Alto, na chamada “Rota do Enxaimel”.

 

São cerca de 50 construções genuínas dispostas em um agradável roteiro de 16 km. Inclusive, as belas paisagens do trajeto rural fazem parte do conjunto de bens chancelados em nível federal pelo Instituto Nacional de Patrimônio Histórico (Iphan).

 

As casas construídas no período da imigração chamam a atenção, em especial pelo ótimo estado de conservação. Em sua maioria por meio de estradas de chão, o trajeto é rodeado por pastos e árvores, em um delicioso visual bucólico.

 

Em um passeio de cerca de 30 minutos de carro é possível conhecer o caminho da Rota do Enxaimel e apreciar essas belas construções, sem falar da paisagem do percurso. Mas fica um gostinho de quero mais, afinal muitas das propriedades que fazem parte da Rota do Enxaimel, em que o turista encontra artesanato, comidas típicas, pousada, passeios de carro de mola e outras muitas atrações só podem ser visitadas com agendamento antecipado.

 

Veja mais sobre os atrativos da Rota do Enxaimel em www.pomerode.sc.gov.br/AtrativosTuristicos7.asp

 

 

Na segunda parte da matéria sobre a Festa Pomerana, você verá mais sobre o desfile de rua, as comidas e bandas típicas e as competições diferentes e divertidas que acontecem na festa.

 

 

 -> Veja aqui a segunda matéria da série sobre a festa Pomerana <-

 

 

Veja mais sobre a festa Pomerana (parte I)

 

Veja mais sobre a festa Pomerana (parte II) 

 

 

Veja aqui outras formas para tornar sua viagem mais sustentável.

 

Por Thiago Cagna – Consultor EcoHospedagem

 

Contribuíram com esta publicação

Revisão e edição de texto – Nathalia Pereira, Jornalista – www.nathaliapereira.com

Fontes: blog.sc.senac.br ; festapomerana.com.br

 

Ir Para Topo Da Página

Deixe seu comentário também!

Comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.