Temas Variados » Roteiros de turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral, em Minas Gerais

Roteiros de turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral, em Minas Gerais




Confira outros roteiros de turismo sustentável em todos os estados do Brasil. Buscar por:

Estado ⇐                                   ⇒ Tipos de Turismo ⇐


 

 

Mapa de Minas gerais - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Veja abaixo duas opções de roteiros em Minas Gerais

 

-> 06. Ouro Preto e Parque Estadual do Itacolomi – Dois Dias ou Mais <-

-> 07. Rota Horizontes da Cidade – Serra do Curral e Mangabeiras – Meio Período <-

 

 

06. Ouro Preto e Parque Estadual do Itacolomi

A Histórica Ouro Preto, conhecida como Vila Rica (1711), e que anos depois se tornaria capital da capitania de Minas Gerais. Após a proclamação da independência do Brasil, o vilarejo recebeu o título de Imperial Cidade, sendo reconhecida como Imperial Cidade de Ouro Preto. Manteve-se como capital da província e, posteriormente, do estado até 1897. Conserva grande parte de seus monumentos, sendo elevada, em 1933 foi elevada a Patrimônio Nacional, e tombada cinco anos depois. Em de 1980, durante sessão do Comitê do Patrimônio Mundial da Unesco, em Paris, foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade.

Sua região abriga também o Parque Estadual do Itacolomi, uma Unidade de Conservação que era ponto de referência para os antigos viajantes da Estrada Real que o chamava de “Farol dos Bandeirantes”. A palavra Itacolomi vem da língua tupi e significa “pedra menina”. Os índios viam o pico como o “filhote” da montanha ou “pedra mãe”. O Parque dispõe de Centro de Visitantes, Museu do Chá e Casa Bandeirista, além de trilhas interpretativas e atrativos naturais.

 

Destinos

 

Igreja de São Francisco de Assis- Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Igreja de São Francisco de Assis

A Ordem Terceira da Penitência de São Francisco de Assis foi fundada em 1746 e agrupava os mais importantes membros da sociedade. Dez anos depois contava com adeptos que, desde 1751, passaram a se reunir na Matriz de Antônio Dias. Por volta de 1752, cogitou-se a construção de um templo própria, iniciada em 1765. Com riscos de Aleijadinho, revela a aplicação da técnica da curva e contra-curva, que dá início a um novo estilo arquitetônico.

 

Preço: R$ 6,00 – também da direito a visitação do Museu do Aleijadinho na Igreja de Nossa Senhora da Conceição.
Largo de Coimbra, s/nº, Centro, Ouro Preto, Minas Gerais
Horário de Funcionamento: 08:30 às 17:00  – Terça-feira a Domingo
Horário de missas: Sábados as 19:30 h

Informações (31)3551 3282

 

 

Paróquia Nossa Senhora do Pilar e Museu de Arte Sacra - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Paróquia Nossa Senhora do Pilar e Museu de Arte Sacra

A Basílica Menor de Nossa Senhora do Pilar de Ouro Preto, Minas Gerais, é uma das edificações católicas mais conhecidas entre as que foram erguidas durante o Ciclo do Ouro.

Foi construída em torno de uma capela erguida a partir de 16962 ou nos primeiros anos do século XVIII e ampliada em 1712 com recursos dos devotos, embora as intervenções principais tenham seguido até o final do século.

Já a devoção de Nossa Senhora do Pilar foi trazida provavelmente de São Paulo, na bandeira de Bartolomeu Bueno, tendo a imagem sido entronizada na primitiva capelinha que antecedeu o templo.

A Paróquia do Pilar foi a mais rica e populosa em Vila Rica, já que reuniu o maior número de irmandades e, por isso, a Matriz recebeu mais ornamentos em preparação para uma “boa morte”.3 As irmandades tinham lugares específicos dentro do templo, uma forma de representar e expressar a hierarquia social dos fiéis.

Já o Museu, localizado dentro da igreja, possui um acervo composto por móveis da Paróquia. Exposto em vitrines temáticas, revela o estilo de vida colonial, além de tradições religiosas e da cultura da antiga Vila Rica.

 

Preço: R$ 6,00
Praça Monsenhor Castilho Barbosa, Ouro Preto, Minas Gerais
Horário de Funcionamento: 07:00 às 19:00
Horário de missas: Todos os dias as 07:00 h. Sábados e Domingos as 07:00 h  e as 19:00 h

Informações (31)3551 4736

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Parque estadual Itacolomi- Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Parque Estadual do Itacolomi

A unidade de conservação abriga o Pico do Itacolomi. Com 1.772 metros de altitude, era ponto de referência para os antigos viajantes da Estrada Real que o chamava de “Farol dos Bandeirantes”. A palavra Itacolomi vem da língua tupi e significa “pedra menina”. Os índios viam o pico como o “filhote” da montanha ou “pedra mãe”.

O Parque dispõe de Centro de Visitantes, Museu do Chá e Casa Bandeirista, além de trilhas interpretativas e atrativos naturais. As visitas guiadas ao Pico do Itacolomi devem ser agendadas junto à administração. A área de camping, conta com estrutura de apoio, inclusive restaurante, devendo ser agendada a permanência no camping, pois o número de barracas é limitado.

O acesso fica entre os municípios de Ouro Preto e Mariana. A partir de Ouro Preto, segue-se a BR-356 até o entroncamento com a MG-262, em direção ao parque. Outra opção é seguir, a partir do sul da cidade, a Rua Pandiá. (É necessário veículo particular)

 

Horário de Visitação: De terça-feira a domingo de 8:00 as 17:00
Informações (31)3551 6193

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Casa dos contos - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Casa dos Contos

Em 1784, o local era responsável pelo recolhimento de impostos. Depois, tornou-se prisão de inconfidentes e sede da Administração e Contabilidade Pública da Capitania de Minas Gerais. Restaurada, hoje promove exposições de moedas e medalhas da Casa da Moeda e do Banco Central, entre outras.

 

Preço: Gratuito
Rua São José, nº 12 – Centro
Horário de Funcionamento: Segunda-feira das 14h às 18h; terça-feira a sábado das 10h às 17h; domingo e feriado das 10h às 15h.

Informações (31)3551 1444

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

museu da inconfidencia - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Museu da Inconfidência

Na década de 30, o então presidente Getúlio Vargas determinou que os restos mortais dos participantes da Inconfidência Mineira levados para a África fossem trazidos de volta ao Brasil. Os ossos exumados chegaram em 1937, época em que o resgate da memória nacional era prioridade para governo e intelectuais. O local para depósito dessas relíquias foi Ouro Preto. Por meio de um decreto-lei foi fundado o Museu da Inconfidência, em 1944.

A instituição hoje não se restringe ao prédio da Casa de Câmara e Cadeia. Três anexos abrigam as atividades da direção, secretaria, segurança, restauração e conservação, pesquisa e interação com a comunidade.

O Anexo I abriga o auditório – espaço destinado a eventos do Museu, que também é cedido a outras instituições da cidade – , a Sala Manoel da Costa Athaide, de exposições temporárias, e a Reserva Técnica.

No Anexo II funcionam a direção do Museu, o Laboratório de Conservação e Restauração, as seções de Difusão do Acervo e Promoção Cultural, Segurança e Serviços Gerais, Documentação Museológica e Assessoria de Comunicação.

No Anexo III, conhecido também como Casa do Pilar, ficam o Arquivo Histórico, os setores de pesquisa histórica e musicológica, a Biblioteca, o setor Pedagógico e a estrutura administrativa da instituição.

 

Preço: R$ 8,00
Praça Tiradentes, 139, Centro, Ouro Preto, Minas Gerais
Horário de Funcionamento: 12:00 às 18:00

Informações (31)3551 1121

Mais informações: www.museudainconfidencia.gov.br 

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

museu do oratório - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Museu do Oratório

Inaugurado em 1998, apresenta uma coleção exclusiva– formada por 162 oratórios e 300 imagens dos séculos 17 ao 20, doada ao governo brasileiro pela colecionadora Angela Gutierrez e mantida pelo Instituto Cultural Flávio Gutierrez.

Caracterizando-se pela diversidade de tipos, de tamanhos e de materiais, o acervo oferece detalhes valiosos da arquitetura, pintura, vestuário e costumes da época em que foram produzidos permitindo uma verdadeira viagem antropológica pela história do Brasil.  Reunidos com especial atenção, esses objetos contam a história de Minas Gerais e do Brasil. Falam de usos, costumes e tradições; evocam hábitos e características do ciclo do ouro e dos diamantes; narram o processo de contribuições afro-luso-ameríndias que se fundem na formação cultural brasileira. A história da arte e da arquitetura se revela no conjunto dos oratórios, por meio da influência barroca, rococó e neoclássica.

 

Preço: R$ 5,00
Adro da Igreja do Carmo, 28, Centro, Ouro Preto, Minas Gerais
Horário de Funcionamento: 09:30 às 17:30

Informações (31)3551 5369

Mais informações: www.museudooratorio.org.br

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

07. Rota Horizontes da Cidade – Serra do Curral e Mangabeiras

Não é à toa que Belo Horizonte tem esse nome. A cidade com nome de paisagem fica entre montanhas e é emoldurada pela Serra do Curral, eleita símbolo da capital mineira. De onde se olha pode-se ter uma bela vista, seja nos mirantes, na Praça do Papa, no Parque das Mangabeiras, nas encostas das serras, há sempre um lugar para ver o pôr do sol, fazer caminhadas, trilhas e piqueniques, praticar esportes, ou simplesmente contemplar as belezas naturais à sua volta. A região apresenta formação típica do conjunto que compõe o Quadrilátero Ferrífero e está situado em uma região de transição entre a Mata Atlântica e o Cerrado. Todo o trajeto entre os atrativos que compõem o Roteiro Horizontes da Cidade pode ser realizado a pé.

 

Destinos

 

 

 parque serra do curral - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Parque Serra do Curral

Eleita pela população, em 1997, símbolo de Belo Horizonte, a Serra do Curral constitui parte integrante da história de Minas Gerais. No período de colonização do Estado, era a referência de localização para os viajantes. Tombada pela Lei Orgânica do Município e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), ela é o marco geográfico mais representativo da região metropolitana de Belo Horizonte. O Parque da Serra do Curral protege este patrimônio, abrangendo uma área aproximada de 400 mil m² é possível percorrer suas trilhas e conhecer seus diversos mirantes e praças de convívio. O Parque Serra do Curral apresenta altitudes médias variando entre 1200 e 1380m e é constituído por uma sucessão de camadas de rochas de composição variada, hoje ele é um dos principais espaços para a prática de caminhada, descanso e contemplação. Importante ponto turístico da Capital contribui para a proteção da paisagem e dos recursos ambientais.

O Parque possui 10 mirantes distribuídos por seus quatro mil metros de extensão de onde o visitante pode identificar pontos turísticos da Cidade e aspectos naturais de seu entorno, como a Lagoa da Pampulha, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, a Avenida Afonso Pena, o Estádio Mineirão, o Museu de História Natural e o Jardim Botânico da UFMG, o Pico do Itabirito, a Serra da Piedade, o Morro do Pires, o Morro do Elefante, o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça, entre outros.

 

Avenida José do Patrocínio Pontes, 1951, Mangabeiras, Belo Horizonte
Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 8:00 às 17:00

Informações (31) 3277-8120

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

mirante das mangabeiras - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Mirante das Mangabeiras

Certeza de uma bela vista a qualquer hora do dia o mirante oferece aos visitantes uma visão panorâmica da cidade e do Parque das Mangabeiras. O mirante de aproximadamente 35,4 mil metros quadrados teve a área cercada e possui dois decks de madeiras em níveis diferentes para propiciar maior conforto e permitir melhor visualização da paisagem da capital mineira.

 

R. Pedro José Pardo, 1000 Mangabeiras (atrás do Palácio Mangabeiras)
Horário de Funcionamento: 10:00 às 22:00 – Todos os dias

 

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

parque das mangabeiras - Turismo em Ouro Preto e na Serra do Curral

 

Parque das Mangabeiras

Encravado na Serra do Curral, patrimônio cultural de Belo Horizonte, o Parque das Mangabeiras foi projetado pelo paisagista Roberto Burle Marx e conserva em sua área de 2,8 milhões de metros quadrados, 59 nascentes do Córrego da Serra, que integra a Bacia do Rio São Francisco. Clima ameno, com altitude de 1.000 a 1.300 metros. A flora apresenta vegetação nativa composta de exemplares típicos de campo, como bromélias e canelas-de-ema; de Cerrado, barbatimão e pequi; vestígios da Mata Atlântica, como o jequitibá e o pau-d’oleo, além de outras espécies. A fauna é composta por 29 espécies de mamíferos, como esquilos, gambás, tapitis, micos, tatus, quatis; 160 espécies de aves: andorinhas, bico de veludo, cambacicas, marias-pretas, sanhaços, caras sujas, azulões, pica-paus; 20 espécies de répteis e 19 anfíbios, como a rã Hylodes Uai, que tem em seu nome uma homenagem a Minas Gerais.
Lugar para descanso, lazer e esportes, o Parque das Mangabeiras recebe cerca de 30 mil pessoas por mês. Os visitantes podem usufruir de recantos naturais, quadras de peteca, tênis e poliesportivas, pista de skate e atividades culturais.

 

Preço: Gratuito
Endereço: Av. José do Patrocínio Pontes, 580 – Mangabeiras
Horário de Funcionamento: Terça a domingo, das 8:00 às 18:00.

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Veja também:

 

01. Circuito Cultural Praça da Liberdade e Mercado Central – Um Dia

02. Rota Verde – Pampulha – Meio Período

03. Rota Niemeyer – Pampulha – Meio Período

04. Instituto Inhotim – Brumadinho – Um Dia

05. Rota das Grutas Peter Lund – Circuito das Grutas – Dois Dias ou Mais

 

 

A iniciativa do Passaporte verde

Os Roteiros Passaporte Verde propõem um novo olhar sobre os destinos, um convite à explorar as cidades de uma maneira mais autêntica, através de experiências que possibilitam um contato maior com a natureza, degustação de pratos saborosos da culinária local em espaços especiais, vivenciar dias em meio às culturas tradicionais, descobrir e valorizar os Patrimônios Mundiais da Humanidade no Brasil, praticar o ecoturismo e o turismo de aventura nos parques, descobrir a cidade à pé, de bicicleta ou transporte público. Além de deixar benefícios para os locais visitados, você poderá descobrir os destinos de uma maneira diferenciada, fazer novas amizades e, principalmente, vivenciar experiências inesquecíveis. Veja mais em www.passaporteverde.org.br

 

 

Por Thiago Cagna. Consultor EcoHospedagem.

 

 


Confira outros roteiros de turismo sustentável em todos os estados do Brasil. Buscar por:

Estado ⇐                                   ⇒ Tipos de Turismo ⇐


 

Deixe seu comentário também!

Comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.