Roteiros de Turismo Sustentável em Santa Catarina

Roteiros de Turismo Sustentável em Santa Catarina




Confira outros roteiros de turismo sustentável em todos os estados do Brasil. Buscar por:

Estado ⇐                                   ⇒ Tipos de Turismo ⇐


 

Confira opções de Turismo de Sustentável em Santa Catarina, região Sul do Brasil

 

 

Acolhida na Colônia – Agroturismo em Santa Catarina – Interior de Santa Catarina

 

Projeto Tamar. Proteção as Tartarugas Marinhas – Florianópolis

 

Trilha para a Lagoinha do Leste. A mais famosa de Florianópolis

 

Trilha da Galheta. A melhor vista de Florianópolis

 

Trilha da Costa da Lagoa. Turismo Comunitário, Cultural, Ecoturismo e Sol e Praia – Florianópolis

 

Um passeio diferente em Florianópolis. Trilha ecológica, comunidade local e construções históricas

 

Boi de Mamão. Apresentação folclórica de Florianópolis

 

Cânion Fortaleza e produção orgânica de alimentos – RS e SC

 

Trilha do Rio do Boi no Cânion Itaimbezinho e café rural – RS e SC

 

Oktoberfest, muito além do chope. Tradição e cultura alemã – Blumenau

 

Festa Pomerana. Bem vindo a festa mais alemã do Brasil! – Pomerode

 

Mais de 1.000 metros de cavernas em Botuverá, Santa Catarina

 

Voo de Parapente em Balneário Camboriú

 

Passeio de Bike por Balneário Camboriú – Cicloturismo

 

Artesanato em Balneário Camboriú e Itajaí

 

Trilha Ecológica em Camboriú – Pico da Pedra

 

Um passeio pelas praias de Itajaí – SC

 

Um passeio sustentável pelo centro de Itajaí

 

 

Acolhida na Colônia – Agroturismo em Santa Catarina – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo, Rural, Cultural, Comunitário, Experiência.

acolhida-na-colonia_propriedade_rural - turismo sustentável em Santa Catarina

O projeto, que começou na França, e hoje existe em vários países, começou no Brasil em 1999, e de lá para cá cresceu bastante. O principal objetivo do projeto é trazer a vivência do campo para os turistas, que se hospedam em estruturas preparadas para o turismo junto às residências dos moradores ou, em alguns casos, até mesmo na casa deles. Mas o principal é que todas as refeições são feitas juntos com eles, sentados na mesma mesa, acompanhadas de um ótimo bate papo, onde todos, turistas e moradores saem ganhando, conhecendo diferentes culturas e hábitos.

 

Além das propriedades que oferecem a hospedagem e as visitas guiadas, o roteiro conta também com propriedades para atividades durante o dia, onde, dentre outras coisas, você poderá colher suas próprias frutas do pé, como uvas, caquis e outros, conhecer o funcionamento de um engenho de cana movido a tração animal, fazer passeios a cavalo ou charrete, ou ainda fazer trilhas e visitar cachoeiras quase desconhecidas!

 

As propriedades do roteiro Acolhidas na Colônia possuem atrações para todos os gostos, por isso entre em contato com eles pelo site www.acolhida.com.br, informe sua disponibilidade e seus desejos, e eles montarem o roteiro mais adequado para você!

 

Veja mais sobre o projeto e as propriedades em Agroturismo = Ecoturismo + turismo rural + turismo comunitário + turismo cultural.

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Projeto Tamar. Proteção as Tartarugas Marinhas – Florianópolis – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo.

projeto-tamar_florianopolis_tartaruga - turismo sustentável em Santa Catarina

O projeto Tamar foi criado em 1980 e protege cerca de 1.100 quilômetros de praias, através de 23 bases de pesquisa mantidas em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco (Fernando de Noronha), Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

 

Em Florianópolis o projeto existe desde 2005, e lá o principal objetivo é minimizar os efeitos predatórios da pesca sobre as tartarugas marinhas, isto é, eles atuam na conscientização dos pescadores.

 

A base do projeto fica na Barra da Lagoa, cerca de 25 km do centro de Floripa, e funciona todos os dias, em horário comercial. Lá o turista pode conhecer de perto alguns exemplares de tartarugas que foram salvas pelo projeto e hoje vivem por lá, podem assistir um filme contando sobre a história do Projeto Tamar, comprar souvenires do projeto e, principalmente, acompanhar uma das visitas orientadas que acontecem diariamente.

 

O Centro de Visitantes fica na Rua Professor Ademir Francisco s/n, Barra da Lagoa. Funciona em horário comercial e tem cerca de três visitas guiadas por dia (depende da época). Os ingressos custam R$ 10,00 e R$ 5,00 para estudantes, crianças até 12 anos e pessoas acima de 60 anos; crianças até 1,20m não pagam.

 

Veja mais sobre o projeto em: Projeto Tamar, um passeio para crianças e adultos

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Trilha para a Lagoinha do Leste. A mais famosa de Florianópolis – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo.

trilha-lagoinha-do-leste_florianopolis - turismo sustentável em Santa Catarina

Trilha da Lagoinha do Leste

Quando se pergunta por trilhas para fazer em Floripa, os turistas e os moradores que conhecem a Ilha já lembram logo da trilha da Lagoinha. Talvez porque ela mistura um pouco de aventura, já que a trilha é considerada relativamente pesada, mas também porque seu destino final é uma praia isolada, acessível apenas pela trilha ou por barco, além de ter ótimas vistas pelo caminho.

 

A trilha tem algumas variações, mas em resumo, pode ser iniciada no Pântano do Sul ou no Matadeiro, indo e voltando pelo mesmo caminho. O mais comum, talvez porque seja o mais fácil, é iniciar e voltar pelo Pântano do Sul.

 

Veja matéria completa sobre a trilha em: Trilha para a Lagoinha do Leste. A mais famosa de Florianópolis

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Trilha da Galheta. A melhor vista de Florianópolis – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo.

trilha-da-galheta_florianopolis_santa-catarina_praia-mocambique - turismo sustentável em Santa Catarina

Vista da praia do Moçambique

Quando estiver a passeio em Florianópolis, reserve um dos dias para fazer a trilha da praia da Galheta de ponta a ponta, isto é, saindo da Barra da Lagoa, passando pela praia da Galheta e chegando à praia Mole. São cerca de 2 horas de caminhada, aproximadamente 5 km, e uma das melhores vistas da Ilha!

 

A trilha da Galheta passa por dentro do Parque Municipal da Galheta e possui muitas variações, mas optamos pelo maior caminho. Apesar de ter iniciado nossa trilha pela praia Mole e ter terminado na Barra da Lagoa, contaremos como fazer a trilha em caminho inverso, isto é, iniciando pela Barra da Lagoa, pois por esta opção as subidas são menos íngremes e são feitas em mata mais fechada, logo o sol na cabeça durante as subidas será menor.

 

Veja matéria completa sobre a trilha da Galheta em: Trilha da Galheta. A melhor vista de Florianópolis

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Trilha da Costa da Lagoa. Turismo Comunitário, Cultural, Ecoturismo e Sol e Praia – Florianópolis – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo, Comunitário e Cultural.

trilha-da-costa-da-lagoa_florianopolis - turismo sustentável em Santa Catarina

Trilha da Costa da Lagoa

Uma trilha fácil, apesar de longa, em meio a muita natureza e passando por sete vilas de moradores, além de construções históricas e cachoeiras. Essa é a trilha da Costa da Lagoa, que passa por uma região de pescadores que ainda mantém viva parte da cultura típica de Floripa.

 

A trilha, que apesar de ser comprida, cerca de 7 km, é bem fácil, e leva cerca de 03h30min.  Para fazer a trilha completa pode-se iniciá-la no Canto dos Araçás ou no terminal Lacustre (embarcadouro) do Parque Florestal do Rio Vermelho.

 

Optamos por começar pelo Parque Florestal e entramos na trilha na altura do posto de parada de barcos número 22. Na área do Parque Florestal há local para estacionar o carro e também alguns trailers que vendem bebidas e comidas. Para os que estão de ônibus a recomendação é iniciar a trilha pelo Canto dos Araçás, visto que lá é possível chegar de ônibus.

 

Veja matéria completa sobre a trilha da Costa da Lagoa em: Trilha da Costa da Lagoa. Turismo Comunitário, Cultural, Ecoturismo e Sol e Praia

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Um passeio diferente em Florianópolis. Trilha ecológica, comunidade local e construções históricas – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo, Cultural e Comunitário.

santo-antonio-de-lisboa_florianopolis - turismo sustentável em Santa Catarina

Bairro Santo Antônio de Lisboa

Em um dia em Florianópolis é possível realizar três diferentes passeios. Em um dia ensolarado de Janeiro de 2013 fizemos a trilha para Naufragados e conhecemos como vive a comunidade local da praia, fomos conhecer os bairros históricos de Ribeirão da Ilha e Santo Antônio de Lisboa, conhecemos o projeto socioambiental do Instituto Ilhas do Brasil e ainda degustamos uma comida caseira à base de frutos do mar no Pântano do Sul.

 

Veja matéria completa sobre os passeios em: Um passeio diferente em Florianópolis. Trilha ecológica, comunidade local e construções históricas

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Boi de Mamão. Apresentação folclórica de Florianópolis – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Cultural.

boi-mamao_festa-tipica-florianopolis_santa-catarina - turismo sustentável em Santa Catarina

Apresentação de Boi de Mamão

O Engenho dos Andrade já é um ponto cultural conhecido de Florianópolis, pois é um dos mais bem conservados engenhos de farinha da região, daqueles movidos a tração animal. O Engenho, além de ser aberto à visitação do público em geral, recebe muitas escolas da região, para demonstrar para as crianças como era o processo de produção de farinha antigamente.

 

Já a apresentação folclórica do Boi de Mamão é uma manifestação típica da região litorânea do estado de Santa Catarina e tem suas origens nas brincadeiras com o boi feitas em Açores, Portugal. O Boi de Mamão tem muitas semelhanças com o “Bumba Meu Boi” ou “Boi Bumbá”, típicos do Norte e Nordeste brasileiros.

 

Em 2013, pela primeira vez, o Engenho dos Andrade, já conhecido por seu trabalho de manter viva a cultura e a história de Florianópolis, realizou, durante as quatro sextas-feiras de janeiro, a “Noite Cultural”, onde além da apresentação do Boi de Mamão, os turistas puderam acompanhar bandas locais tocando músicas típicas da ilha, conhecer o engenho de farinha e experimentar pratos típicos de Santa Catarina.

 

Veja matéria completa sobre a apresentação do Boi de Mamão em: Boi de Mamão. Apresentação folclórica de Florianópolis, Santa Catarina

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Cânion Fortaleza e produção orgânica de alimentos – RS e SC

Estado(s): Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Temas: Ecoturismo, Comunitário e Rural.

canyon-fortaleza_aparados-da-serra - turismo sustentável em Santa Catarina

Canion Fortleza

Assim como o Cânion (ou Caynon) do Itaimbezinho, o Fortaleza é um dos mais famosos da região, e muito se deve a trilha relativamente fácil no alto da formação. O passeio se destaca pelo Fortaleza ser o maior cânion da região e por suas visões deslumbrantes.

 

O acesso ao começo da trilha, via Cambará, leva cerca de 1 hora, e apesar de ter sido parcialmente asfaltado, ainda é bem pedregoso. É possível fazê-lo em qualquer tipo de veículo, mas não é aconselhável, visto que judia bastante do carro. A recomendação é que para esta trilha, o turista contrate uma agência da região e solicite para ir com o veículo da mesma.

 

Passando a entrada do parque nacional (ainda de carro) anda-se mais um pouco até chegar ao local de estacionamento. Onde (infelizmente) já encontramos algumas raposas que vêm até os carros à espera de comida, que normalmente é dada pelos turistas.

 

Dali são cerca de 1,5 km (1h30min) até o topo, nesta caminhada observa-se 95% do cânion e em dias claros é possível ver parte da planície catarinense e parte do litoral gaúcho. As vistas são realmente deslumbrantes, algo que no Brasil, só pode ser visto naquela região.

 

Veja matéria completa sobre nosso passeio no Cânion Fortaleza em: Cânion Fortaleza e produção orgânica de alimentos

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Trilha do Rio do Boi no Cânion Itaimbezinho e café rural – RS e SC

Estado(s): Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Temas: Ecoturismo, Rural, Comunitário.

trilha-do-rio-do-boi_canyon-itaimbezinho - turismo sustentável em Santa Catarina

Trilha do Rio do Boi

A trilha inicia-se a cerca de 12 km do centro de Praia Grande e só pode ser feita com guia credenciado e mediante cadastro na entrada da trilha. É uma das trilhas mais bonitas da região, mas, é também, umas das mais cansativas, com 15 km (ida e volta) e leva de 6 a 8 horas para ser completada.

 

As agências da região, além de fornecerem os guias credenciados, fornecem também as caneleiras usadas para a proteção contra picadas de cobras e esbarrões nas pedras que compõem o caminho.

 

Nos primeiros 400 metros a trilha é feita em mata fechada, mas bem tranquila, porém, a partir daí, nos próximos 10 km, a trilha é realizada pelo leito do Rio do Boi, uma caminhada feita por cima das muitas pedras do leito do rio e que dificultam, e muito, a jornada. Sem falarmos das várias travessias realizadas pelo rio, em que os turistas têm que atravessar de mãos dadas formando uma corrente para assim conseguir se equilibrar e vencer a força do rio.

 

Veja matéria completa sobre nossa trilha em: Trilha do Rio do Boi no Cânion Itaimbezinho e café rural

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Oktoberfest, muito além do chope. Tradição e cultura alemã – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Cultural, Experiência.

oktober-fest_desfile-de-rua_blumenau_instrumentos-tipicos - turismo sustentável em Santa Catarina

Desfile Oktober Fest

A festa Alemã que ocorre anualmente durante o mês de Outubro em Blumenau é famosa em todo o Brasil. Ano após ano a pequena e muito bem cuidada cidade de Blumenau, localizada no Vale Europeu, em Santa Catarina, recebe milhares de turistas durante seus 18 dias de festa. Uma festa inspirada na mundialmente conhecida Oktoberfest que acontece em Munique, na Alemanha, e que é muito famosa pela “abundancia” de diferentes tipos de chope.

 

Na Alemanha a festa original teve inicio em 1810, a partir de uma festa de casamento do Rei Luis I. A festança foi tão boa que passou a ser repetida anualmente. A festa hoje atrai anualmente cerca de 10 milhões de turistas. A curiosidade fica por conta do chope, que devido a lei seca só foi aparecer na festa a partir de 1918.

 

Aqui no Brasil a festa teve inicio no ano de 1984, após uma grande enchente ocorrida na cidade. Aproveitando-se das características Alemãs da cidade organizou-se o evento como meio de recuperar a economia local e levantar a autoestima dos habitantes. E Pelo jeito deu certo.

 

Hoje a festa é uma das maiores Oktober do mundo, ficando atrás apenas da original de Munique. Mas mais do que isso, a festa que teve inicio com o intuito de levantar o moral dos moradores, vem desempenhando este papel até hoje, e é motivo de muita preparação e orgulho para os Blumenauenses, que levam muito a sério a realização do evento.

 

Veja matéria completa sobre a festa em: Oktoberfest, muito além do chope. Tradição e cultura alemã

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Festa Pomerana. Bem vindo a festa mais alemã do Brasil!

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Cultural, Experiência.

Entrada Festa Pomerana- turismo sustentável em Santa Catarina

Entrada Festa Pomerana

Por ter a maior parte de sua população de origem alemã, ter um alto índice de alfabetização, mão de obra qualificada, predominância da religião pomerana, grande número de construções enxaimel e muitas bandas musicais e sociedades de tiro, é que Pomerode, cidade localizada no norte de Santa Catarina, vizinha a cidade de Blumenau, é considerada a cidade mais alemã do Brasil.

 

E é em Pomerode que há 30 anos, no mês de Janeiro, é realizada a festa Pomerana, a festa mais alemã do Brasil! Acompanhe em uma série de duas reportagens como foi nossa visita a festa mais alemã do Brasil!

A festa é também considerada a primeira festa no Brasil com esta temática e teve sua primeira em 1984, devido a vontade da comunidade de comemorar os 25 anos da cidade de um jeito diferente, e já na primeira edição mais de 20.000 pessoas circularam pela cidade.

 

Hoje, 30 anos depois, cerca de 80.000 pessoas passam pelo Parque Municipal de Eventos durante os dias de festa.

 

Veja matéria completa sobre a festa em: Festa Pomerana. Bem vindo a festa mais alemã do Brasil!

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Mais de 1.000 metros de cavernas em Botuverá, Santa Catarina

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo, Experiência.

Caverna de Botuverá

Em um feriado de fevereiro de 2016, fomos conhecer mais uma atração turística muito legal de Santa Catarina e que poucos catarinenses e pouquíssimos brasileiros conhecem.

Estamos falando das grandiosas e inacreditáveis cavernas de Botuverá. São cerca de 1.200 metros de cavernas, com alguns pontos com grandes salões de 20 metros de altura! Mais um daqueles lugares difíceis de imaginar que existam.

São alguns degraus até chegarmos na entrada da caverna que, como conta nosso guia, é uma das pouquíssimas alterações realizadas na caverna. Na época de sua descoberta, por caçadores locais, a entrada não passava de um pequeno buraco, e hoje, para facilitar a visitação, ela tem o tamanho de uma porta.

É só cruzarmos a entrada e a mudança é incrível! O ambiente fica muito úmido e escuro, e a temperatura, que lá fora girava em torno de uns 30° já despenca para 20°. Aqui uma curiosidade muito legal, independente da temperatura externa a temperatura interna da caverna é sempre 20°. Um ar condicionado ecológico e permanente, isso é a natureza!

 

Veja matéria completa sobre a festa em: Mais de 1.000 metros de cavernas em Botuverá, Santa Catarina

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Voo de Parapente em Balneário Camboriú

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Experiência.

voo_livre_balneario_camboriu_ecohospedagem

Vista da Praia Brava

Para os que curtem adrenalina e estiverem em Balneário Camboriú ou Itajaí, vale a visita ao Morro do Careca para experimentar o voo livre.

O voo livre com parapente é uma opção de turismo sustentável por não usar nenhum tipo de combustível, proporcionar total contato com a natureza e não causar danos a ela, além de ser uma experiência única. Nesse passeio quem manda é a natureza! Pois além depender da destreza e experiência do piloto, se o vento não colaborar, a atividade não acontece.

Os voos normalmente acontecem no período da tarde, pois é nesse período que as condições são seguras para a prática. Por volta de 13h a pista é aberta e começa a atividade.

São oito pilotos/instrutores que se revezam para acompanhar os corajosos que procuram o voo. Quem me conduziu foi o piloto Rafael, mais conhecido como Goiaba, que tem mais de 20 anos de experiência.

 

Veja matéria completa sobre como foi nosso voo em: Voo de Parapente em Balneário Camboriú

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

 

Passeio de Bike por Balneário Camboriú – Cicloturismo

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Experiência.

passeio_bike_balneario_camboriu_ciclovia

Ciclovia beira mar

Uma ótima alternativa para conhecer a cidade que se está visitando, ter um contato mais próximo com a comunidade local e com a natureza é um passeio de bike, também conhecido por cicloturismo. Além de ser uma opção de baixo custo e baixo impacto no meio ambiente.

Hoje, felizmente, a quantidade de cidades que possuem opções para locação de bicicletas está aumentando cada vez mais.

E esta foi a opção que escolhemos para conhecer a orla de Balneário Camboriú, que possui quase 6 km de praia em sua área central, e possui uma ciclofaixa em toda extensão. Fizemos nosso passeio em um domingo de janeiro, então a cidade estava bem cheia. Como na ciclofaixa é compartilhada, isto é, nela podem circular bikes, patins, skates e corredores ela estava bem movimentada, mas com respeito ao próximo tudo funciona.

 

Veja matéria completa sobre como foi nosso passeio de bike em: Passeio de Bike por Balneário Camboriú – Cicloturismo

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Artesanato em Balneário Camboriú e Itajaí

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Cultural.

cepesi_artesanato_itajai_equipe

Cepesi, Itajaí

Durante nossa visita em busca de opções de turismo sustentável na região de Balneário Camboriú e Itajaí, fomos visitar três locais em que podem ser encontradas ótimas opções de artesanato local. Muitos deles são inspirados pela cultura açoriana e/ou utilizam resíduos da atividade pesqueira e têxtil, muito fortes na região.

Nossa primeira visita aconteceu no CEPESI (Centro Público de Economia Solidária de Itajaí), local que, como nos explica uma das artesãs, funciona como uma incubadora de artesãos da região. Hoje são mais de 100 artesãos que expõem diferentes criações na loja

Próximo ao CEPESI (cerca de 650 metros) e pertinho da belíssima Igreja Matriz, encontramos a Loja Contêiner de Artesanato. Uma ótima sacada pois une o artesanato local com o reaproveitamento de container, um resíduo facilmente encontrado na região, visto que o Porto de Itajaí é o segundo mais movimentado do Brasil.

 

Veja mais sobre os locais visitados em: Artesanato em Balneário Camboriú e Itajaí

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Trilha Ecológica em Camboriú – Pico da Pedra

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo.

trilha_pico_da_pedra_camboriu_ecoturismo

No segundo dia de nossa visita a região de Balneário Camboriú e Itajaí, logo cedo fomos fazer a trilha do Pico da Pedra, que fica em Camboriú, a menos de 15 km do centro de Balneário Camboriú.

A trilha começa já em subida, só que leve, passando por uma pedreira e logo em seguida entrando em mata fechada, cerca de 10 minutos de caminhada e começa a subida mais pesada, e que subida!

Fomos preparados para uma trilha tranquila, já que nas pesquisas que realizei antecipadamente as pessoas falavam em trilha leve e com cerca de 2hs de duração… Já fiz várias trilhas na minha vida, algumas com mais de 6 horas de duração, mas essa foi uma das mais pesadas que encarei, talvez pela junção da inclinação da subida (cerca de 45°), com a dificuldade do terreno, com muitos obstáculos, além da trilha estar molhada, o que deixava o caminho bem escorregadio.

A Trilha do Pico da Pedra não é para qualquer um, pois ela é bem puxada (pelo menos nos dias após uma grande chuva), quase que 100% da subida com mais de 45° de inclinação e com um terreno bem difícil, mas, em minha opinião, o contato com a natureza (mata fechada) e o visual lá de cima compensam.

 

Veja matéria completa sobre a trilha em: Trilha Ecológica em Camboriú – Pico da Pedra

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Um passeio pelas praias de Itajaí – SC

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo.

praias-de-itajai-praia-da-solidao

Praia da Solidão

Todo turista que visita Itajaí não pode deixar de conhecer as praias da cidade, e para o turista que busca opções de turismo sustentável não é diferente, afinal a praia é um ótimo passeio para se ter contato com a natureza e com os moradores locais.

Era um domingo à tarde e começamos nosso passeio pela Praia Brava, uma das mais famosas do estado. A praia é dividida em Brava Sul, onde estão a maior parte dos bares e restaurantes e a parte residencial, e Brava Norte, em que ficam algumas baladas famosas. Nosso passeio começou na Brava Sul, que além de ser muito bela, possui uma ciclovia em toda sua extensão, e uma faixa de restinga que acompanha toda a orla.

Cruzando um pequeno rio que separa as duas “Bravas” já estamos na Brava Norte que, por ter o acesso mais difícil, feito apenas via praia (onde cruza-se o rio), ou por uma pequena estrada vinda da Praia de Cabeçudas, ou ainda via trilha, também iniciada em Cabeçudas, é bem mais vazia que a Brava Sul. A praia é, na verdade a mesma que a Brava Sul, a diferença é que ela fica bem mais vazia. Menos de 1 km depois já chegamos a ponta da praia, de onde tem-se a opção de seguir via estrada ou via trilha para Cabeçudas.

 

Veja matéria completa sobre as praias de Itajaí em: Um passeio pelas praias de Itajaí – SC

 

Ir Para Topo Da Página

 

 

Um passeio sustentável pelo centro de Itajaí

Estado(s): Santa Catarina. Temas: Ecoturismo, Turismo Religioso, Turismo Cultural.

igreja-matriz-itajai

Igreja Matriz

Encontramos boas opções de turismo cultural, religioso e de ecoturismo no centro de Itajaí, acompanhe como foi nosso passeio.

Se a uma primeira vista Itajaí parece apenas uma cidade portuária (possui o segundo maior porto do Brasil em quantidade de carga movimentada), você vai se surpreender com o que a cidade pode oferecer. Nós nos surpreendemos!

O centro de Itajaí é muito bem cuidado, com ruas limpas e jardins públicos com manutenção periódica, além disso encontramos boas opções de passeio, dentre os quais alguns merecem destaque, pois tem forte relação com a sustentabilidade, e foram estes passeios que fomos conhecer mais de perto.

Iniciamos nosso roteiro no que talvez seja o ponto mais turístico da cidade, a Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento. Inaugurada em 1955, foi construída em estilo neogótico e românico. Decorada com motivos bíblicos, obra dos artistas italianos Emílio Sessa e Aldo Locatelli, é considerada um dos maiores monumentos artísticos e culturais da cidade.

 

Veja matéria completa sobre as opções de turismo sustentável em Itajaí: Um passeio sustentável pelo centro de Itajaí

 

Ir Para Topo Da Página

 


Confira outros roteiros de turismo sustentável em todos os estados do Brasil. Buscar por:

Estado ⇐                                   ⇒ Tipos de Turismo ⇐


 

 

Confira opções de empreendimentos e as ações sustentáveis desenvolvidas por eles utilizando os links abaixo.

hotéis sustentáveis restaurantes sustentáveis
Meios de Hospedagem Restaurantes

 

Deixe seu comentário também!

Comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.