Temas Variados » Um exemplo prático da gestão dos resíduos de em um Hotel

Um exemplo prático da gestão dos resíduos de em um Hotel



* Por Vagner Trentino

 

Turismo x sustentabilidade

 

Pensando no título deste post, num primeiro momento é fácil acreditar que esta é uma equação difícil de resolver. Porém, se bem administrado, o turismo pode gerar recursos suficientes para trazer benefícios para o meio ambiente, comunidade local e lucro para o empreendimento.

Como exemplo prático, posso citar trabalhos desenvolvidos em hotéis fazenda na região de Socorro, interior de São Paulo, cidade onde o turismo de aventura, rural, acessível e de compras cresce de forma perceptível aos olhos dos moradores, e os impactos decorrentes desta atividade, se não controlados, também poderão ser percebidos.

Como turista é muito importante observar tais ações, que muitas vezes são divulgadas pelo meio de hospedagem (pousada, hotel, hotel fazenda, etc.), e assim poder escolher pelo empreendimento que mantém tais ações socioambientais, contribuindo para o desenvolvimento sustentável e a proteção do meio ambiente da região visitada.

 

Mas quais são essas ações sustentáveis?

 

Como ter certeza que tais ações são desenvolvidas e se os resultados são mesmo aqueles publicados via newsletter, site ou outros meios de comunicação? Como diferenciar as verdadeiras ações da propaganda enganosa (greenwashing)?

treinamento-para-sustentabilidade-no-hotel-portal-do-sol-socorro-sao-paulo

Conscientização para colaboradores

É muito importante que o meio de hospedagem fique atento a economia de energia, água, uso de produtos químicos, dentre outros. Para isso há formas amplamente divulgadas, tais como lâmpadas econômicas, reutilização de toalhas, uso de iluminação natural, aquecimento solar, produtos químicos biodegradáveis, entre outros.

Mas quando falamos de hotéis fazenda, outra abordagem pode (e deve) ser tomada. Estou falando da geração e tratamento de resíduos sólidos e líquidos.

Na maioria das vezes estes empreendimentos estão inseridos em meio ou próximos a fragmentos florestais, córregos ou riachos cuja água é utilizada pelas comunidades da região. O empreendedor e o turista devem ter a consciência de que não estão isolados e todas as suas ações geram impactos sobre o meio ambiente e a comunidade local.

Quando falamos de resíduos sólidos, estamos nos referindo a embalagens (papelão, plástico, vidro, etc.), restos de comida (arroz, cozidos, feijão, carnes), restos orgânicos (cascas de frutas e legumes, bagaços de laranja, dentre outros), restos de varrição, poda de galhos, grama, entulhos de reformas, metais e muitos outros.

 

Resíduos orgânicos

minhocario - caixas de compostagem caseira

Minhocário doméstico

 

Pensando na gestão de resíduos orgânicos, a compostagem é uma prática antiga usada para gerar compostos orgânicos que podem ser utilizados como adubo em jardins, pomares ou hortas. Neste caso, pode-se utilizar toda a produção de resíduos sólidos orgânicos, além de restos de varrição, que misturado ao esterco fresco e poda de galhos/gramas gerará, após um período, produto rico em nitrogênio e carbono a ser utilizado na horta orgânica. Uma dica interessante é dispor de minhocário para melhorar ainda mais a qualidade do composto, transformando-o em húmus.

 

O excesso desses materiais, in natura ou não, ainda poderá ser utilizado na cobertura do solo em reflorestamentos e pomares, evitando a queima e a emissão de CO2 na atmosfera, prática essa, ainda muito difundida em função dos colaboradores muitas vezes terem adquiridos tal cultura na região em que residem.

composteira domestica e industrial

Composteira industrial

Já os restos de comida (arroz, feijão, cozidos e carnes), que apesar de serem resíduos orgânicos, não podem ser utilizados na compostagem, pois não geram o composto desejado, apodrecendo e atraindo vetores, como ratos, moscas, baratas, etc.

Um bom destino para esse tipo de resíduo é a alimentação de suínos. No caso de empreendimentos que não possuam estes animais em sua propriedade uma opção é doar tais resíduos para membros da comunidade local que desenvolvam agricultura e pecuária familiar nas proximidades do hotel.

 

 

Resíduos “secos”

 

Estes podem ser classificados em alumínio, plástico, papelão/papel, aço, sucata, vidro e lixo destinado ao aterro sanitário (não recicláveis). Para dar a destinação correta a estes resíduos e ao mesmo tento obter retorno financeiro, uma das opções é a construção de um Centro de Triagem (C.T), e ali, de maneira organizada e limpa, estes resíduos, que até então seriam “lixo”, poderão ser separados e encaminhados a uma empresa especializada para serem reciclados. Tal iniciativa traz benefícios para o meio ambiente e lucros para o empreendimento (normalmente estes recursos são repassados aos funcionários ou revertidos em benefícios para estes, como festa de final de ano, por exemplo).

portal-do-sol-socorro-centrotriagem

Centro de Triagem, Hotel Portal do Sol

Como Biólogo e Gestor Ambiental, participei da concepção, construção e manutenção de um CT e reforma de outro, em dois empreendimentos na região de Socorro, e em ambos, os resultados são excelentes.

No Hotel Fazenda Portal do Sol , por exemplo, que possui capacidade para receber 150 hóspedes/dia, foram reciclados oito toneladas de resíduos no primeiro ano de implantação do Centro de Triagem.  Ou seja, deixamos de destinar oito toneladas de lixo ao aterro sanitário, aumentando sua vida útil, contribuindo para o meio ambiente e comunidade, gerando renda (pois há contratação de funcionário para tal tarefa), além de criar um novo produto (o hotel passou a receber grupos para o Day use pedagógico) e ainda aumentar a exposição na mídia devido estas ações.

 

Nossa equipe fez uma série de visitas a empreendimentos que transformam o que antes ia para o lixo em novos produtos. Veja mais sobre os empreendimentos visitados.

 

 

Resíduos líquidos

 

Resíduos líquidos são todos os resíduos provenientes dos ralos da cozinha e banheiro. É o esgoto mais a água utilizada na produção de alimentos. Devido sua localização, grande parte dos hotéis fazenda não são atendidos pela rede pública de coleta de esgoto e por isso tem que providenciar a solução adequada para tais resíduos. Muitos empreendedores utilizam fossas, que em muitos casos não são concebidas de forma adequada, gerando assim odor, poluindo lençol freático, córregos, dentre outros. Sem falar nos empreendimentos que lançam estes resíduos diretamente nos córregos, poluindo a água de toda a região. Daí a importância do turista perceber tais ações e frequentar locais que tratem desse assunto com profissionalismo.

tratamento-natural-de-esgoto-no-hotel-portal-do-sol-socorro-sao-paulo

Estação de tratamento de efluentes, Hotel Portal do Sol

Uma das melhores formas de cuidar/gerenciar esse tipo de resíduo é a implantação de uma estação de tratamento de efluentes. Existe, inclusive, uma legislação específica para tal tratamento (em São Paulo essa fiscalização é feita pela CETESB).

A implantação de um sistema de controle eficaz, num primeiro momento, pode necessitar de grande investimento financeiro, mas é imprescindível e por isso deve estar nos planos de qualquer empreendimento hoteleiro que não seja atendido pela rede publica de coleta de esgoto.

 

A dica para o empreendedor é desenvolver uma logística de controle dentro do meio de hospedagem que favoreça a prévia separação dos resíduos, instalando, por exemplo, lixeiras específicas para cada tipo de resíduo. Para facilitar tal separação a conscientização de colaboradores e hóspedes é muito importante, o uso de placas de sinalização para os turistas e o treinamento para funcionários são exemplos de duas ferramentas para tal. Esse trabalho de pré-triagem facilita muito o trabalho do Centro de Triagem e evita assim que alguns materiais sejam perdidos no caminho.

 

 

Mas quais os benefícios de tais ações?

 

São muitos, primeiro os ambientais, como preservação de solo, fauna e flora, além da preservação dos recursos hídricos e benefícios à saúde das pessoas. Além de o tratamento adequado de resíduos ser uma tendência, inclusive com legislação própria recentemente aprovada, quem sair na frente certamente terá vantagens no futuro.

Em algumas cidades e estados já é possível encontrar financiamentos em que os juros são menores para empreendimentos que desenvolvam tais ações. Pode-se ainda aproveitar esta estrutura para gerar um novo produto, o Day Use Pedagógico, recebendo escolas e grupos para difundir essas práticas e em segundo plano melhorar a marca do hotel.

O turista tem papel fundamental nesta nova tendência. Dando preferência a empreendimentos que já desenvolvem tais ações e evitando locais que ainda não realizem o tratamento adequado de seus resíduos, poluindo assim o meio ambiente, o viajante estará ajudando os empreendimentos responsáveis e ao mesmo tempo incentivando que os outros empreendimentos passem a adotar tais medidas.

 

 

vagner-trentino-gestor-ambiental-e-biologo-2

 

Vagner Trentino é Biólogo e especialista em Gestão Ambiental. Atualmente desenvolve projetos no Hotel Fazenda Portal do Sol, Hotel Fazenda Campo dos Sonhos e no Hotel Recanto Cachoeira, todos localizados na Estância Hidromineral de Socorro, interior de São Paulo.

 

 

Veja mais sobre o Hotel Fazenda Portal do Sol e o Hotel Fazenda Campo dos Sonhos, ambos assessorados por Vagner Trentino.

 

 

Ir Para Topo Da Página

Deixe seu comentário também!

Comentários



16 Respostas para Um exemplo prático da gestão dos resíduos de em um Hotel

  1. tarcysio oliveira diz:

    gostaria de pedir ajuda ao vagner sobre autores do tema empreendedorismo sustentavel, meu tcc de final de curso é sobre isso e não tenho muito conhecimento, sobre autores desse tema, na biblioteca da faculdade o tema ainda não é muito abordado, e os livros disponiveis que tratam do assunto, não tem muito sobre esse tipo de tema, uma vez que é novo no mercado.
    se for possivel ajudar! ficarei muito grato.

    • Tarcysio como vai? Sua mensagem será encaminhada ao Vagner, mas já podemos ir lhe adiantando que com o tema específico empreendedorismo e sustentabilidade também não conhecemos nenhum autor…

      Você vai encontrar bastante coisa sobre os temas separados. Mas muitos dos autores e livros que tratam de sustentabilidade e negócios sustentáveis estão se referindo ao empreendedorismo, visto que grande parte dos novos negócios nesta área são empreendedores, visto que são novas ideias.

      Um abraço,

      Thiago Cagna.
      Equipe EcoHospedagem

  2. Prezados,
    já temos no Brasil um novo equipamento que trata resíduos ou detritos que não podem ser reaproveitados, fazendo a decomposição térmica a pirólise, numa temperatura proxima a 500ºC, sendo muito econômico pois NÃO UTILIZA NENHUM COMBUSTÍVEL em seu processo. Excelênte para hoteis fazenda, pois pode ser instalado em pequenos espaços e trata todo o lixo gerado no empreendimento de uma forma ambientalmente correta.

    Entre em contato.

    Joelson Araujo

    • oswaldo diz:

      Oi Joelson, vc poderia mim informar que aparelho é esse? Pois trabalho em um hotel ( resort) sou gestor ambiental fui convidado para participar da gestao dos residuo solidos e aqui é muito complicado esse trabalho pois na regiao nao tem nenhum centro de triagem ou empresa que faça o recolhimento adequado.
      Att: Oswaldo.

      • Oswaldo, com vai?
        Realmente são poucas as opções para adequação às regras básicas da gestão correta de resíduos geradas na região. Trabalho na Tera Ambiental, empresa localizada em Jundiaí, SP que recebe e trata resíduos líquidos e sólidos orgânicos de empreendimentos como o seu. Podemos ser uma boa alternativa e ajudá-lo com seus resíduos. o que acha?

  3. Prezados,
    já estamos fabricando no Brasil o equipamento ECOTRASH DECOMPOSITOR DE RESÍDUOS que trabalha por magnetismo, sem utilizar combustíveis fósseis renováveis. Esse equipamento é ideal pra decompor termicamente todos os resíduos de um grande hotel numa temperatura proxima à 500 ºC com reaproveitamento de vapor ou água quente.
    Pode ser instalado em pequenas áreas e trata de 800 à 3.000 kg por dia de qualquer resíduo sólidos. No caso do hotel, as cinzas vão para adubar a terra.

    Joelson araujo Santos

  4. Tomás diz:

    Muito bom o artigo. Que sirva de exemplo para os hoteis que ainda não o fazem e que tenham a visão estratégia comentada ao final do texto.

  5. Guilherme Kowalski diz:

    Parabéns Vagner!
    O site esta muito bem feito, com belas fotos, texto impecável.
    Aproveito para te desejar sucesso e que muitos outros hoteis te procurem….
    SDs
    Guilherme

  6. Parabéns pelo trabalho Vagner. Ainda não são muitas as iniciativas sérias neste setor e o turista acaba ficando sem opção e mesmo sem conhecimento do que é um hotel operado de forma sustentável.
    Os bons exemplos como este vão aos poucos resolver o problema.
    Com relação ao tratamento de efluentes, minha empresa oferece soluções terceirizadas de tratamento do esgoto ou mesmo do lodo que é gerado nas ETEs compactas. Caso tenha interesse, dê uma olhada no nosso site.

    • Vagner diz:

      Obrigado.
      Vejo sim. De qualquer maneira sempre bom ter opções para tais problemas.

  7. Ramon Ferreira diz:

    Excelente materia Vagner, tema mutio bem abordado … parabens e sucesso meu amigo … abrçs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.