Temas Variados » Carnaval de Veneza e Baile de Mascaras em Nova Veneza, SC

Carnaval de Veneza e Baile de Mascaras em Nova Veneza, SC



 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-aquecimento

 

Durante o mês de Junho, uma pequena cidade do interior de Santa Catarina, que já é conhecida por ser a cidade mais italiana do Brasil, se torna por alguns dias, ainda mais italiana. Estamos falando de Nova Veneza e seus Carnaval de Veneza e baile de Mascaras.

 

 

Carnaval de Veneza

 

“O original Carnaval de Veneza, cidade  localizada na Itália, é totalmente diferente da ideia que se tem de uma festa. É uma celebração mítica e seduz um número infinito de visitantes que se concentram todos os anos nas cercanias da Praça São Marcos, apesar das baixas temperaturas e dos constantes prenúncios de marés altas que invadem sem maiores pudores as cercanias da Piazza.

 

Esta festa carnavalesca, que dura mais ou menos dez dias, tem uma feição muito pessoal, um movimento peculiar, distinto de qualquer outro Carnaval. Ao contrário de outras comemorações desta natureza, que nascem principalmente da mobilização popular, esta celebração é originalmente um ritual promovido pela elite financeira e cultural, embora seja igualmente dedicada ao prazer dos sentidos.

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-desfileEla se caracteriza pelo uso intensivo de máscaras e figurinos que tentam reproduzir o estilo dos nobres que viveram nos séculos XVII e XVIII, ou os modelos apresentados pelos personagens da Commedia Dell’Arte – representações teatrais muito comuns na Itália e por toda a Europa do século XVI até a metade do século XVIII, as quais celebrizaram os personagens até hoje tão cultuados, pierrôs, colombinas e arlequins.

 

A Praça de São Marcos é invadida pelo povo e por turistas, enquanto a elite se refugia nas majestosas mansões e nos castelos do Gran Canale, onde ocorrem também requintadas festas nas quais não faltam a champanhe mais cara e as orquestras mais refinadas.

 

Os integrantes das altas camadas sociais ocupam os salões de festas dos luxuosos hotéis de Veneza, ornamentados com motivos extraídos de trechos das óperas de Verdi. Eles bailam ao som de valsas, tarantelas e agora com maior frequência ao ritmo do samba. Enquanto isso, o povo se solta nas ruas transbordantes de gente.

 

As máscaras são normalmente muito caras, mas há sempre alternativas que contemplam o bolso de cada um. Há também a possibilidade de se alugar um traje e de procurar, entre tantos artesãos que povoam a cidade, máscaras mais singelas, como as produzidas com um material conhecido como ‘cartapesta’ – misto de gesso e pasta de papel.

 

Para quem tem um poder aquisitivo maior, há também as mais elaboradas, imersas em metal e ornamentadas com prata e ouro. A mais consumida é a famosa ‘bauta’, máscara branca no formato de um bico, complementada por um chapéu de três pontas, um casaco amplo e uma capa preta tecida com seda, a qual reveste os ombros e o pescoço, reproduzindo desta forma a imagem do nobre de Veneza.”

 

Fonte: www.infoescola.com/artes/carnaval-de-veneza

 

 

Veja outras opções de turismo em Santa Catarina ←

 

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-mascarados

 

Agora pegue esta descrição, e mantidas as devidas proporções, bem vindo ao Carnavale di Venezia! – Nova Veneza, SC

 

Mas antes do Carnaval começar a cidade já está cheia de turistas, aproveitando a festa gastronômica e os pontos turísticos da cidade, com suas construções antigas, a gôndola veneziana autêntica trazida da Itália (uma das quatro no mundo fora de Veneza), restaurantes tradicionais e trilhas de ecoturismo.

 

“O município de Nova Veneza foi a primeira colônia de imigrantes italianos instalada no Brasil República, em 1891. Mais de 90% da população é de descendência italiana, marcando assim, uma cultura fortemente ligada ao seu passado.

As características europeias podem ser vistas nas casas, nas canções, no folclore e no dialeto vêneto e bergamasco falado por quase todos os habitantes de Nova Veneza. Sua economia baseia-se na agricultura e na indústria de metalurgia.

Nova Veneza é um município rodeado de montanhas com uma bela paisagem que, com sua arquitetura, praças, igrejas e a hospitalidade de seu povo, dispõe de uma diversidade de recantos que constituem um patrimônio histórico/cultural, singular e, sobretudo, natural.”

Fonte: www.novaveneza.sc.gov.br/turismo

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-portico

 

Nossa chegada à Nova Veneza

 

A cidade fica a cerca de uma hora de viagem de Araranguá, bem próxima à cidade de Criciúma, e é, com certeza, uma ótima opção de turismo em Santa Catarina. Faltava uma semana para o feriado de Corpus Cristi, uma sexta-feira, que seria o ultimo feriado do ano até o Natal, quando ficamos sabendo do Carnaval de Nova Veneza e resolvemos ir visita-lo.

Porém pela proximidade, e pelo tamanho do evento, os dois hotéis da cidade já estavam cheios e os da cidade mais próxima também, e por isso optamos por ficar em Araranguá, localizada no litoral Catarinense.

 

No sábado pela manhã, dia da festa saímos cedo de Araranguá e nos dirigimos para Nova Veneza. Chegamos na hora da missa, com a cidade ainda tranquila, e aproveitamos para conhecer a região. A cidade é bem pequena, e maior parte dos atrativos se concentra em torno da igreja, mas, apesar de não termos conhecido pela falta de tempo, fora do centro da cidade existem três boas opções de turismo.carnaval-nova-veneza-santa-catarina-igreja

 

O Santuário de Caravaggio, a cerca de 5 km da cidade, as trilhas ecológicas (que no inverno ficam fechadas e por isso não pudemos fazê-las) e as famosas Casas de Pedra, que podem ser visitadas aos sábados e domingos.

 

 

As casas de Pedra

 

“As Casas de Pedra, também conhecidas como Casas de Pedra Nono Luigi Bratti, em homenagem ao seu construtor, foram construídas em 1.891 e restauradas em 2002, quando foram tombadas como patrimônio histórico arquitetônico do Estado de Santa Catarina.

Desde 17 de fevereiro de 2011, as Casas de Pedra estão legalmente tombadas com Patrimônio Histórico Nacional.

De propriedade da Família de Ângelo Bortolotto, as casas de pedra fazem parte de um conjunto arquitetônico de construção vernacular em pedras de basalto, técnica trazida da Itália pelos primeiros imigrantes.

Situada na antiga estrada rural que liga Nova Veneza ao Distrito de Caravággio, mais conhecida como Estrada Centenária ou Via do Imigrante, as casas ficam a 2,6km do Centro de Nova Veneza, a 10 minutos de carro, 30 de bicicleta ou, para quem quer fazer uma caminhada entre paisagens rurais e matas, cerca de 50 minutos a pé.
As visitas e este sítio histórico instiga a curiosidade e proporciona intensas experiências aos visitantes.”

 

Fonte: novavenezaturismo.blogspot.com.br/p/atividades.html

 

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-centro

 

Voltando ao centro da cidade, aproveitamos que a cidade ainda estava tranquila, e conhecemos o museu do imigrante.

 

Nada grande nem luxuoso, mas com interessantes objetos dos primeiros imigrantes que chegaram à cidade, além do prédio em si, que é um dos mais antigos da cidade, e foi a primeira sede da companhia colonizadora, primeira igreja, primeiro salão e casa paroquial da cidade, além de ter sido a primeira sede da prefeitura e câmara de vereadores.

 

 

O baile de mascaras de Nova Veneza

 

Anexo ao museu funciona também o espaço onde pode-se comprar ou alugar as fantasias para participar do desfile de carnaval que acontece na noite de sábado. E foi ali que conhecemos Suelen, historiadora do museu, e que nos contaram um pouco mais sobre esta tradição da cidade.

 

Eles nos explicam que as fantasias foram confeccionadas para o Baile de Mascaras do ano anterior, que acontece, normalmente, duas semanas antes do Carnavale di Venezia. O baile é um jantar de gala, seguido do baile em si, e só podem participar as 400 pessoas que compraram ingressos antecipadamente e se estiverem vestidas a caráter.

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-trajes

 

O convite do baile custa apenas R$ 70,00, já as vestimentas, porém, podem passar facilmente dos R$ 500,00. Mas não se pode negar que as roupas são lindas. Para o baile, além da roupa, é necessário também comprar a mascara, que são confeccionadas ao longo do ano por artesãs da cidade, e custam de R$ 50,00 as mais simples até R$ 300,00 as mais elaboradas.

 

 

 

Canavale di Venezia e Festa Gastronômica

 

Passado o baile a cidade começa se preparar para o Carnavale di Venezia, que acontece junto com a Festa Gastronômica, e é o motivo de nossa visita a cidade. No centro da cidade, junto a maior parte dos restaurantes, a praça central e a gôndola, é montada uma grande estrutura que conta com palco, mesas e muitas barraquinhas de comidas. Oferecendo desde salgados comuns e refrigerantes, até pratos típicos italianos, suco de uva e vinho.

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-mascaras

 

Depois de uma caminhada rápida em torno do centro fomos conhecer o Ateliê de Mascaras, local onde são vendidas as mais de 1.000 mascaras produzidas ao longo do ano pelas artesãs locais. As mascaras vão das mais simples, custando R$ 30,00, até as mais elaboradas, podendo custar mais de R$ 200,00.

 

O interessante é que as mascaras podem ser enviadas para todo o Brasil sob encomenda. Sendo uma ótima opção para quem quer organizar um baile de mascaras em sua cidade.

 

Ateliê de Mascarashttps://www.facebook.com/ateliearte.veneza?fref=ts

 

 

Comida Italiana

 

Já era próximo das 13:00 e começamos então a decidir onde almoçar. Além das opções no espaço montado para a festa, na pequena cidade de cerca de 15 mil habitantes, encontram-se mais de 10 opções de restaurantes italianos.

 

Porém no dia da festa, devido ao grande movimento de turistas, a grande maioria trabalha apenas no formado Buffet, onde paga-se cerca de R$ 30,00 por pessoa e as porções (macarrão, carnes, saladas, polenta, e etc.) são colocados na mesa. Mas macarrão mesmo eram apenas duas opções.

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-churrascoEste é um ponto que deixou a desejar, afinal quem vai para uma festa gastronômica, em uma cidade italiana, espera sentar em uma cantina e comer uma bela de uma massa, porém pelo grande numero de turistas e pela sistema adotado pelos restaurantes, a hora da refeição não torna-se o diferencial da visita.

 

Já na hora do jantar, em que o espaço de eventos estava muito cheio, e as barraquinhas impraticáveis, optamos por um “restaurante” montado em um galpão ao lado da igreja. O valor era o mesmo dos restaurantes, cerca de R$ 30,00 por pessoa, o espaço em si deixava a desejar, eram grandes mesas, em um galpão com um pequeno Buffet na ponta, nada aconchegante ou luxuoso, mas a comida foi a que mais se aproximou do que se espera para uma festa gastronômica italiana.

 

No Buffet simples, sem enfeites e sem conforto, encontramos mais de 10 opções de massas! Desde Nhoque, Spaghetti, Penne e Fetuccine e molhos branco, bolonhesa, queijos, tomate seco e outros.

 

Fica então a opção do turista optar ou pelos restaurantes servindo no estilo Buffet (R$ 30,00), em que se tem o conforto do restaurante, mesmo que muito lotado, mas com apenas duas opções de massa. Ou tem-se a opção das barraquinhas no galpão de eventos, que possuem as mais variadas opções e os mais variados preços, ou ainda a opção com mais tipos massas, também a R$ 30,00, mas em um ambiente que nem de longe lembra um restaurante.

 

Veja outras opções de turismo em Santa Catarina ←

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-disputas

 

As olimpíadas coloniais

 

Após o almoço fomos acompanhar as olimpíadas coloniais. Uma disputa entre equipes formadas com participantes de três cidades da região, e com provas muito diferentes do que estamos acostumados:

 

Corrida de carriola

Corrida de saco

Corrida com ovo na colher

Descascando o sabugo

Passando linha na agulha

Estilingue

Bocha

 

Além das provas surpresas como o RG mais antigo, o maior numero de camisetas do Brasil, e por ai vai. E o mais importante… tudo acontece com muita alegria e na brincadeira!

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-mascarados

 

O famoso Carnaval de Rua

 

À medida que a noite se aproxima, começam a chegar mais e mais turistas. Alguns para acompanhar o carnaval de mascaras, outros para acompanhar os shows da noite. Eram cerca de 18:30 quando fomos para frente da Igreja, onde os foliões começam a se reunir. É uma cena muito diferente e inusitada. Mascarados começam a chegar e se posicionar em frente a bela igreja matriz, numa noite fria em uma cidade no interior de Santa Catarina.

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-desfileSão crianças, homens e mulheres, que vão se aglomerando e tirando centenas de fotos aproveitando o belo cenário proporcionado pela igreja e pela iluminação noturna do local. Cerca de 1 hora depois o carnaval começa.

 

Os turistas que não possuem as vestimentas adequadas se posicionam nos 150 metros de rua que sai da igreja e vai até a praça central da cidade e é por ali que os foliões passam. Ao som de musicas carnavalescas, tocadas e cantadas em Italiano, com muita alegria e muitas cores os foliões descem dançando até chegarem ao pequeno palco montado na praça central onde a banda anima o baile a céu aberto.

 

Para desfilar no carnaval de rua, é necessário ter uma mascara temática (R$ 30 à R$ 200,00), e alugar uma “capa” ou uma vestimenta completa (R$ 40 a R$200,00).

 

É algo simples, num trajeto pequeno, sem grades nas ruas para separar os turistas dos foliões, algo bem caseiro e animado, mas ao mesmo tempo muito elegante, com fantasias elaboradas e mascaras algumas vezes assustadoras e outras simpáticas.

 

carnaval-nova-veneza-santa-catarina-palco

 

Terminado o desfile o carnaval acontece por mais algum tempo na praça central, e então os turistas começam a mudar. Saem os mais velhos e as famílias, que curtiram as atividades durante todo o dia, e chegam os mais jovens para aproveitar o show que acontece no parque de eventos.

 

O local começa a ficar bem cheio, e depois de jantar no “restaurante” já citado no começo da matéria, com mais de 10 opções de massas e molhos, pegamos a estrada para nosso retorno para Araranguá.

 

Apesar de a comida Italiana ter deixado a desejar, conhecer o carnaval de Nova Veneza e curtir o festival gastronômico é algo muito diferente, que com certeza vale muito a pena. Curtir todo o charme de uma pequena cidade do interior de Santa Catarina, com seus costumes locais, e com os diferenciais de seus restaurantes italianos, sua gôndola genuinamente veneziana, e seu carnaval de mascaras, valeu a visita.

 

Programa-se e no próximo ano passe um final de semana em Nova Veneza durante o Carnavale di Venezia e viva algo diferente do que esta acostumado.

 

 

 

Contatos

 

Museu de Nova Veneza e trajes para o baile e carnaval de rua

Tel: (48) 3471.1790

Email: [email protected]

 

Facebook da Festa Gastrônomica de Nova Veneza

 

Site da prefeitura da cidade

 

 

 

Veja outras opções de turismo em Santa Catarina ←

 

 

 

Por Thiago Cagna. Consultor EcoHospedagem.

 

Ir Para Topo Da Página

Deixe seu comentário também!

Comentários



2 Respostas para Carnaval de Veneza e Baile de Mascaras em Nova Veneza, SC

  1. Cristiane de Oliveira Freitas diz:

    Boa noite! O baile de máscaras acontecerá dia 2 de junho. E o desfile do Carnevale di Venezia no dia 16 de junho.

  2. maria dos passos diz:

    oi, sou de Florianópolis e gostaria de saber a data do baile de máscaras de 2018 .pois acho que
    já passou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.