Caixa Livre » Duas opções de trilhas ecológicas em Bombinhas, SC

Duas opções de trilhas ecológicas em Bombinhas, SC



 

 

Durante o ano de 2015 o Portal EcoHospedagem realizou o projeto “Na Rota da Sustentabilidade“, projeto em que visitamos as sete regiões mais turísticas do estado de Santa Catarina em busca de opções de turismo sustentável. Confira agora um dos passeios realizado por nós durante o projeto.

 

 

Durante nossas visitas a região de Bombinhas e Porto Belo fizemos duas trilhas, a Trilha do Morro do Macaco e a Trilha de Quatro Ilhas. São duas trilhas bem tranquilas e que podem ser realizadas no mesmo dia. E foi isto que fizemos.

 

Trilha do Morro do Macaco

 

Logo no inicio da manhã de sábado fomos para a ponta da Praia do Canto Grande, onde fica o inicio e fim da Trilha do Morro do Macaco e da Trilha da Tainha.  As trilhas têm inicio ao lado de uma casinha, sinalizada por placa, e logo no começo a sinalização já mostra a divisão entre as trilhas. Optamos pela trilha do Morro do Macaco, em busca das ótimas vistas da região que o caminho oferece.

A trilha é toda em subida, mas é bem fácil e sinalizada, além de ser muito movimentada. No caminho encontramos várias crianças e pessoas de mais idade fazendo a trilha. Apesar de bem tranquila, e termos visto muita gente fazendo a trilha de trajes de banho e chinelos, nossa recomendação é que a mesma seja feita com, pelo menos, um calçado mais adequado, como tênis por exemplo.

Porque Morro dos Macacos? Não espere encontrar macacos por lá. Existem duas explicações para o nome, uma delas conta que antigos diziam existir muitos macacos por lá para assim afugentar visitantes indesejados, mas macacos mesmo nunca existiram.

A outra conta que os nativos utilizavam o local para o plantio de mandioca e cana-de-açúcar, por isso, eram realizadas queimadas periódicas no local, e isto dava ao morro um aspecto do próprio macaco, pelas cores amarronzadas da vegetação queimada.

 

 

A trilha completa, ida e volta com várias paradas, leva cerca de 2 horas, tem um pouco mais de 1,5 km, e durante o passeio existem 03 mirantes diferentes.

O primeiro formado na verdade por uma grande pedra que avança na montanha, é possível se ver toda a extensão das praias de Conceição, Mariscal e Atalaia, já nos dois últimos mirantes, ambos no topo do morro, é possível se ver toda a região, a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, composta pelas ilhas Galés, Deserta, Arvoredo e Calhau de São Pedro, as praias de Canto Grande (Mar de Dentro e Mar de Fora), Mariscal, Morrinhos, Zimbros e também as cidades de Tijucas, Governador Celso Ramos e até Florianópolis.

A trilha é uma boa pedida para quem quiser ter uma das mais belas vistas da região, além de não ser das mais difíceis.

 

 

Trilha de Quatro Ilhas

 

Já no final do dia, quando o sol estava mais baixo, e um pouco menos fritante, fomos conhecer a praia de Quatro Ilhas e fazer a trilha que leva o mesmo nome. O inicio da trilha é no final da praia, e não tem muito segredo, é só seguir pela entrada na mata (a entrada mais próxima ao mar).

A trilha é bem rápida, para falar bem a verdade eu nem chamaria de trilha, pois esta mais para uma “voltinha” pela região. São menos de 45 minutos e cerca de 1 km, uma trilha bem fácil que no começo é feita em paisagem mais aberta, beirando os paredões que dão no mar e na segunda metade a trilha fica mais fechada, passando por túneis de mata variada.

É uma trilha bem legal pois a paisagem é diferente da maior parte das outras trilhas. Por ir beirando o mar, por cima dos paredões, têm-se lindas vistas da região, e já no final da trilha ainda somos brindados com mata fechada e total contato com a natureza. A saída da trilha pode ser realizada atravessando um pequeno riozinho que fica na praia, ou ainda cortando-se pela mata para voltar ao início da trilha.

 

 

Um passeio rápido, bem tranquilo e que vale pena para conhecer a praia e a trilha de Quatro Ilhas.

 

Por Thiago Cagna

 

 

 

Ir Para Topo Da Página

Deixe seu comentário também!

Comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.