Temas Variados » Kitesurf – Turismo, esporte e natureza em Florianópolis

Kitesurf – Turismo, esporte e natureza em Florianópolis



 

kitesurf-florianopolis-sc-aula

 

Durante o ano de 2015 o Portal EcoHospedagem realizou o projeto “Na Rota da Sustentabilidade”, projeto em que visitamos as sete regiões mais turísticas do estado de Santa Catarina em busca de opções de turismo sustentável. Confira agora um dos passeios realizado por nós durante o projeto.

 

Kitesurf em Florianópolis, Santa Catarina

 

Uma das atividades que fizemos em Florianópolis, e que é uma opção de turismo sustentável, pois é um esporte de contato com a natureza e que não necessita de combustível para ser realizada, é o Kitesurf.

Uma ótima pedida para quem ficará mais tempo na ilha e quer aprender um esporte novo ou mesmo para quem tem poucos dias e quer experimentar esta atividade.

Por não utilizar combustível ficamos na dependência do vento para poder fazer a atividade e, também por isso, as aulas são agendadas apenas na parte da tarde, quando o vento na Lagoa da Conceição é mais propício a prática do esporte.

O número de praticantes de Kitesurf vem crescendo bastante nos últimos tempos. Muito por ser um esporte de contato direto com a natureza (é praticado no mar ou em lagoas/lagos/lagunas), além de poder ser praticado por homens e mulheres, por crianças e até idosos, sendo necessário apenas muito treino e disposição.

 

kitesurf-florianopolis-sc-lagoa

 

O Kitesurf nada mais é do que ser puxado por uma “pipa” em cima de uma prancha, e assim tirar do vento e do controle da “pipa” a força para se locomover com a prancha pela água.

Mas só a explicação é fácil, o problema é colocar em prática, e foi isso que tentei fazer. Para minha primeira aula contatamos o pessoal da Gokite, que além de dar aulas na Lagoa da Conceição, também aluga e vende equipamentos e produtos relacionados ao esporte. Possuem inclusive uma loja virtual em que vendem os equipamentos para todo o Brasil – www.gokite.com.br/loja.

Chegamos à margem da bela e famosa Lagoa da Conceição por volta das 14h00 do domingo. O céu estava ensolarado, mas o vento não estava o ideal (estava um pouco fraco), mas não seria problema para uma primeira aula.

Depois de uma conversa rápida com o Roberto, proprietário da Gokite, fui apresentado ao meu instrutor, o Joel, que me ensinaria os primeiros passos do esporte.

Equipamento colocado (na verdade é apenas o cinto que me mantém preso ao Kite) já fomos para a água. Até chegarmos ao ponto ideal Joel me conta que já pratica o esporte há mais de 12 anos e hoje vive da renda das aulas de Kitesurf.

 

kitesurf-florianopolis-sc-aula2

 

Ele me conta também que o número de aulas para uma pessoa poder a começar a “andar” sozinha varia bastante, mas comenta que com menos de cinco aulas é muito difícil. O normal são cerca de sete aulas.

Apesar disto, o esporte pode ser praticado por turistas que estejam por pouco tempo na ilha, pois além de poder realizar até 03 aulas de uma só vez , tendo iniciado as aulas lá o turista pode continuar a fazê-las em sua cidade natal. Outro ponto é que já na primeira aula é possível saber se você gosta ou não da atividade.

Mas deixando de lado a teoria, comecei minha aula! Primeiro o kite fica com o instrutor, que vai mostrando quais são os movimentos e como o kite responde a cada um deles, até ai tudo parece muito fácil… Muito fácil mas não parava de pensar que se batesse um vento forte enquanto eu estivesse preso no kite ele ia me arrastar para o meio da Lagoa!

Coordenadas dadas primeiro assumo o kite com ele ainda no cinto do Joel (menos mal, se der algo errado quem vai ser arrastado é ele!), mas aparentemente controlei bem e logo é minha vez de assumir totalmente o kite.

Seguindo as recomendações do instrutor a aula fica bem tranquila. Descubro, por exemplo, que quando deixamos o kite em cima de nossa cabeça ele não faz força nenhuma (uma questão de lógica, pois nesta posição o kite não faz nenhuma resistência ao vento, permanecendo parado no mesmo local).

Cerca de 30 minutos depois do inicio da aula já estava indo de um lado para o outro apenas com a força do vento, mas para pegar uma prancha ainda levaria algum tempo, e mais algumas aulas, pois algumas vezes perdi o controle do kite, que só parou na água.

 

kitesurf-florianopolis-sc-lagoa2

 

Mas é assim, o começo é sempre mais difícil, cansei muito mais a mente do que o corpo, pois são muitas informações novas e muita concentração. Joel conta que normalmente a partir da terceira aula o aluno já começa a treinar com a prancha também.

Depois de uma hora de aula e já bem cansado é hora de partir. Onde moro, na Praia Brava em Itajaí, de vez em quando tem algumas pessoas praticando o esporte e sempre tive vontade de fazer. E foi uma experiência muito legal, mais fácil do que eu imaginava e com certeza é algo que farei de novo.

Para o turista que está visitando a Ilha por pouco tempo e tem a curiosidade de saber como funciona o Kitesurf, apesar de em apenas uma ou duas aulas não ser possível já sair andando com prancha, é uma atividade que recomendo. Para os que vão ficar mais tempo em Floripa a aula é uma ótima opção para alguns dias de contato total com a natureza e ainda para aprender um esporte novo.

Algumas informações importantes, para os que estão pensando em começar o esporte, é que lá em Floripa a hora da aula custa aproximadamente R$ 180,00, já para a locação do equipamento o valor é parecido, só que normalmente a duração é maior do que o de uma aula.

Para os que fizerem as aulas e gostarem da coisa, e preferirem comprar o equipamento completo ao invés de alugá-lo, o investimento mínimo será por volta de R$ 10.000,00.

 

Contato

 

GOKITE – Kiteboarding Brasil

Gokite Point: Rua Irmã Petronilla Kaefer – Lagoa da Conceição

Site: www.gokite.com.br

Telefone: (48) 8409-1618

 

Por Thiago Cagna

 

 

Ir Para Topo Da Página

Deixe seu comentário também!

Comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.