Temas Variados » Projeto Lontra Florianópolis – Educação Ambiental + Ecovoluntariado

Projeto Lontra Florianópolis – Educação Ambiental + Ecovoluntariado



 

projeto-lontra-florianopolis-santa-catarina-recepcao

 

Durante o ano de 2015 o Portal EcoHospedagem realizou o projeto “Na Rota da Sustentabilidade”, projeto em que visitamos as sete regiões mais turísticas do estado de Santa Catarina em busca de opções de turismo sustentável. Confira agora um dos passeios realizado por nós durante o projeto.

 

Projeto Lontra, Florianópolis

 

Um centro de pesquisa, conservação e educação ambiental que busca despertar a consciência ambiental das pessoas, uma opção de hospedagem no Sul de Florianópolis e um programa de ecovoluntariado, esse é o Projeto Lontra.

Era um domingo de manhã e saíamos para nosso primeiro passeio com o pessoal da Eco Experiências, uma agência de turismo de Florianópolis especializada em opções de roteiros sustentáveis. Fomos visitar o Projeto Lontra, na Armação do Pântano do Sul, no Sul da Ilha.

 

projeto-lontra-florianopolis-santa-catarina-entrada

 

Localizada na Rodovia “Seu Chico”, estrada que liga o centro ao sul da ilha, próximo à entrada do Parque Municipal da Lagoa do Peri, fica a sede do projeto em Santa Catarina.

O Projeto Lontra faz parte da ONG Instituto EKKO Brasil e possui duas bases, uma em Florianópolis e outra no Pantanal. Na base do Pantanal são desenvolvidas pesquisas com lontras e ariranhas, além de trabalhos de mobilização social com a comunidade. Já a base de Florianópolis, que visitamos, é o coração do projeto.

 

“No Centro de Pesquisa, Conservação e Educação Ambiental, colocamos em prática nossa filosofia e despertamos a consciência sustentável nas pessoas e escolas que nos visitam. O Centro é a casa do Projeto Lontra e está instalado na sede do Instituto Ekko Brasil, na Lagoa do Peri, na Ilha de Santa Catarina.

Nesse Centro, está instalado o Refúgio Animal que abriga lontras e outras espécies da família Mustelidae, nossos órfãos resgatados. A estrutura do Refúgio dispõe de ambulatório para resgate e cuidado dos animais, além de um laboratório com equipamentos de última geração para as diversas pesquisas que contribuem para a preservação da lontra.”

www.projetolontra.org.br

 

Visitação ao projeto

O centro recebe os turistas diariamente e nos finais de semana é necessário agendamento Quem nos recebeu e nos apresentou todo o espaço foi o Marcelo, coordenador do projeto. O projeto existe desde 1986 e foi idealizado por Oldemar Carvalho Junior, com quem conversamos depois da visita ao Refúgio Animal.

O espaço, da forma como está hoje com o novo refúgio, foi inaugurado em novembro de 2014 e abriga seis lontras, o Tupi, a Bella, o Boni, a Iara, o Peri e a Pretinha , uma irara, a Winnie, e um guaxinim, o Mãozinha. 

Todos eles são órfãos. Alguns chegaram bem debilitados, foram tratados e agora vivem no refúgio pois não têm condições de voltar à natureza porque não saberiam sobreviver em seu habitat natural, e hoje são as atrações do local e ajudam assim a manter o projeto, através da visitação, educação ambiental e pesquisa.

 

projeto-lontra-florianopolis-santa-catarina-visita

 

O passeio leva cerca de 40 minutos, começa pela visita guiada de cerca de 200 metros entre os recintos dos animais que vivem no refúgio, podendo vê-los através de vidros espalhados por todo o espaço. Depois de conhecer os moradores do centro partimos então para a sala de vídeo e loja.

Ali além de um pequeno teatro de bonecos, realizado quando crianças ou escolas visitam o projeto, os turistas assistem a um vídeo sobre o projeto e podem também adquirir alguns souvenires, como chaveiros e camisetas. Lembrando que todo o dinheiro arrecadado é convertido para o projeto.

No dia da nossa visita, além de nós e do pessoal da Eco Experiências, fomos acompanhados pela Yasmin, uma garotinha de uns quatro aninhos que estava com a mamãe e curtiu muito ver as lontras mergulhando nos tanques.

Durante o caminho o Marcelo foi nos contando sobre cada um deles, seus costumes, hábitos e alimentação. Inclusive, como as lontras são animais de hábitos noturnos, os melhores horários para vê-las ativas são no começo da manhã e no fim da tarde, pois durante o dia elas dormem.

Um ponto muito legal é que o centro possui muitas ações sustentáveis como, por exemplo, o reaproveitamento de vidros de carros para montar as “vitrines” em que podemos observar os animais, o telhado verde que ajuda a manter o ambiente mais fresco, diminuindo assim o uso de ar condicionado, o uso de madeira de reflorestamento, sistema de biológico de filtragem de água através do uso de plantas, a separação de resíduos recicláveis e a separação e compostagem de resíduos orgânicos.

Além disso, na parte de trás do centro, que dá na Lagoa do Peri, fica o barco solar, movido à energia solar, e que é usado para pesquisas sobre as lontras quem vivem na lagoa. No dia da nossa visita ele estava em manutenção guardado dentro do galpão para que as pessoas que passam pela lagoa não o vandalizem, como infelizmente já aconteceu.

Outra opção para conhecer o projeto é a visita de um dia, em que o visitante passa de quatro a oito horas no espaço e poderá participar das atividades de rotina do espaço, como alimentação dos animais, limpeza dos espaços e outros.

Para detalhes de como funciona a visita normal e a de um dia veja o site do Instituto Aqualung.

 

projeto-lontra-florianopolis-santa-catarina-educacao

 

Hospedagem e Ecovoluntariado

 

Depois de conhecermos os animais, assistir ao filme e fazer umas comprinhas na loja, fomos conversar com o idealizador do Projeto Lontra, Carvalho Junior, e saber um pouco mais das outras atividades desenvolvidas ali.

Carvalho começou nos contanto sobre uma atividade que tem tudo haver com o turismo sustentável, o ecovoluntariado, em que o voluntário paga um valor para se hospedar na base do projeto e também participa das ações junto aos animais.

O ecovoluntário é uma boa opção para o turista que queira, além de conhecer Florianópolis (os finais de semana são livres), ter uma experiência diferente, de contato com a natureza.  

Por R$ 60,00 (Abril a Outubro) e R$ 90,00 (Novembro a Março) por dia o visitante tem a estadia, material de instrução e a estrutura à sua disposição (três quartos e cozinha comunitária) e como parte do voluntariado ajudará nas atividades normais do centro, das 08h00 às 18h00, como na alimentação dos animais, nas saídas a pé, de caiaque ou barco solar em busca dos ninhos das lontras, na recepção dos turistas e outras várias atividades do centro.

 

“Desde que começou as atividades, há 12 anos, o projeto recebeu mais de 600 voluntários, vindos do Brasil e, principalmente, da Europa. Mais de 60% dos visitantes são de fora do país”.

Gabriela Galastri, gerente de marketing

projeto-lontra-florianopolis-santa-catarina-hospedagem

 

O projeto atrai, além dos turistas estrangeiros, muitos estudantes da área, mas é aberto a todo tipo de público. Esta parece ser uma opção muito legal e diferente de se fazer o turismo, pois além do contato com os colaboradores do centro e com os outros ecovoluntários, o turista poderá fazer algo totalmente novo e de total contato com a natureza. Já está em nossa agenda para uma próxima visita a Florianópolis.

Carvalho ainda nos conta que grande parte dos recursos do projeto vêm por meio de um patrocínio que eles possuem de uma grande empresa. Porém buscando obter mais segurança e diversificação na fonte de renda e assim garantir a continuidade do projeto, outra opção para o turista é apenas se hospedar em um dos três quartos do local.

Ele nos conta que como a estrutura está ali, já montada, a hospedagem de visitantes torna-se uma alternativa para arrecadar recursos para o projeto. O valor da hospedagem é o mesmo do ecovoluntariado, R$ 60,00 (Abril a Outubro) e R$ 90,00 (Novembro a Março) por pessoa/dia.

Independe da opção de visita escolhida, o importante é saber que o valor arrecadado contribui para a continuação do projeto, ajudando assim esses animaizinhos que fazem parte da natureza local da Ilha de Santa Catarina.

E assim terminou nosso primeiro passeio com o pessoal da agência de turismo Eco Experiência, um passeio muito agradável e diferente, junto à lagoa do Peri, no Sul da Ilha, um dos locais mais preservados de Floripa.

 

Contatos

 

Agência de Turismo Sustentável Eco Experiências

Contato: (48) 9138-0951 – www.ecoexperiencias.com.br

Passeios a partir de RS 44,00 – Roteiro Sul da Ilha R$ 98,00

 

Projeto Lontra

Endereço: Servidão Euclides João Alves s/nº – Armação do Pântano do Sul – Florianópolis

Contato: 48 3237-5071 – www.projetolontra.org.br

Visitação: R$ 10,00 (crianças, estudantes e idosos pagam meia)

Funcionamento: todos os dias horários das 8 às10h e das 16 às18h – feriados e finais de semana agendar pelo email [email protected]

 

Por Thiago Cagna

 

 

 

Ir Para Topo Da Página

Deixe seu comentário também!

Comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.