Temas Variados » Torne seu banheiro mais sustentável. Parte I

Torne seu banheiro mais sustentável. Parte I



 

Porque banheiros mais sustentáveis?

Banheiros compõem uma proporção significativa do consumo total de água e energia de um hotel ou uma casa. De acordo com a American Water Works Association, por exemplo, o consumo médio de água de um hotel dos Estados Unidos é entre 382 a 787 litros por quarto por o dia, significativamente mais do que o uso diário médio de uma casa americana, que fica em torno de 315 litros por dia.

 

Isso ajuda explicar porque os banheiros se tornaram um foco importante para os hoteleiros que procuram não somente reduzir custos, mas igualmente minimizar seu impacto ambiental de seus empreendimentos.

 

Que materiais devo usar?

O impacto ambiental dos materiais de construção é enorme (na verdade, só perde para o impacto causado pelos alimentos). No Reino Unido, por exemplo, Wrap, uma organização que promove a redução e reciclagem de resíduos, cita as seguintes estatísticas sobre o impacto anual dos materiais de construção no Reino Unido:

 

  • 19% do total da pegada ecológica nacional;
  • 23% do total das emissões nacionais de gases com efeito de estufa;
  • 420 milhões de toneladas de material por ano (7 toneladas por pessoa); e
  • 30% de todos os fretes rodoviários nas estradas britânicas.

 

Assim, a demanda crescente por materiais recuperados (aqueles extraídos de um outro projeto) e reuso de materiais (caso de materiais que são reconfigurados para criar produtos novos, tais como o mármore recuperado) são bem-vindos. Além de desviar os resíduos da lixeira, a recuperação e reutilização de materiais de construção remove a necessidade de extrair matérias-primas e economiza na fabricação e processamento, o que reduz o consumo de energia e impactos adicionais, como o transporte.

 

 

Embora possa haver economias de custo para a utilização de produtos reciclados ou recuperados, isso não acontece sempre. Para alguns produtos recuperados, como tijolos, pedra e revestimentos internos e externos, a comparação de custos com produtos novos variou de 80% de economia a até 200% de custos acima do produto novo.

 

Bem como materiais recuperados e reciclados, materiais naturais, como madeira de florestas sustentáveis (EG os certificados pelo Conselho florestal Stewardship [FSC]), são boas opções “verdes”, já que são materiais não-quimicamente derivados e são produtos que consomem baixas quantidades de energia em sua produção.

 

Belinda Try, diretora executiva da Apaiser Design, diz que a produção de banheiras de aço acrílico e prensado, por exemplo, tem uma grande pegada de carbono e gera “questões ambientais que estão disfarçadas no produto acabado”, como o consumo de grandes quantidades de recursos não-renováveis e energia para extração, produção e transporte.

 

Para materiais sustentáveis em sua forma mais utópica, você precisa olhar para aqueles feitos sobre os princípios do “cradle-to-cradle” (berço ao berço), que segue o exemplo da natureza, onde nada se perde, tudo se transforma.

 

Na sua forma mais simples, os materiais Cradle-to-Cradle empregam práticas sustentáveis de produção, operação e reutilização com responsabilidade social incorporada ao desenvolvimento de produtos.

 

 

Tipos de materiais mais ecológicos:

 

  • Produtos naturais, tais como a pedra, a madeira certificada, cortiça e borracha 100% natural;
  • Aqueles que contêm baixos níveis de agentes e componentes vinculativos, como o vidro;
  • Telhas de conteúdo reciclado, incluindo as feitas de vidro reciclado;
  • Mármore recuperado ou reciclado, granito, borracha ou cerâmico-reutilizado ou refeito de resíduos ou subprodutos e encadernado com pequenas quantidades de resina e polímeros;
  • Materiais contendo resinas (por exemplo, em compostos de pedra) que ajudam a reter o calor na água mais do que os utensílios de banho convencionais que reduzem o consumo de água e energia;
  • Latão recuperado, alumínio e outras ligas;
  • Vidro reciclado para lavatórios ou portas de box;
  • Madeira sustentável certificada, bambu ou placa do trigo para a mobília do banheiro;
  • Material reciclado ou recuperado para cortinas de chuveiro, tais como cortes de tecido, lona, plástico reciclado ou poliéster.

 


The Scarlet Hotel, Inglaterra
O multipremiado hotel de luxo de 37 quartos em Mawgan Porth, Cornwall, Inglaterra, emprega uma série de iniciativas ambientais para assegurar que seus banheiros são tão favoráveis ao meio ambiente quanto possível: a água cinza é reciclada (água dos chuveiros e torneiras é tratada e usada nos vasos sanitários). 

Arejadores foram instalados em todas as torneiras e chuveiros para reduzir o consumo de água, mantendo ainda a boa pressão. Todos os vasos possuem duplos Flush e as cisternas são de menor capacidade. Os mictórios funcionam com sensor, dando descarga automaticamente somente após o uso, e as torneiras também receberam sensores de forma a evitar que fiquem abertas desnecessariamente.



Amenities ecológicas

Paul Connelly, chefe de compras na Beacon Purchasing, aconselha: “ao escolher as amenidades dos hóspedes, os hoteleiros devem considerar quais aspectos da sustentabilidade são mais importantes para o Hotel e para os hóspedes: uso de ingredientes naturais, redução de resíduos, embalagens recicláveis, credenciais do fornecedor, produção sem crueldade, etc. E avaliar as suas opções de abastecimento em conformidade.”

 

Há uma grande variedade de eco-amenidades no mercado. Aqui estão algumas dicas na hora de escolhe-las:

 

  • Escolha artigos de higiene que contenham ingredientes naturais e extractos, e embalados em material biodegradável ou reciclável.
  • Produtos a granel economizam dinheiro e recursos reduzindo os resíduos aterro sanitário. Mas considere a rastreabilidade em lotes e como isso pode ser gerenciado por meio da rotação controlada.
  • Os frascos e o empacotamento de papel podem fornecer tanto quanto uma redução de 92% no desperdício pelo volume quando comparado com os frascos plásticos duros.
  • Prefira as embalagens produzidas com PET, que são recicláveis.

 

 

Como reduzir o consumo de água

 

Torneiras, banheiras e chuveiros contribuem com cerca de 30%-40% do total do uso de água de um hotel comum. Portanto é uma área chave para reduzir o consumo tanto para economizar dinheiro, como para melhorar a sustentabilidade. Siga estas etapas:

 

  • Verifique se o vaso sanitário e as torneiras não estão vazando (de acordo com Waterwise, uma torneira vazando perde pelo menos 5.500 litros de água anualmente) e substitua os encaixes defeituosos ou arruelas, conforme necessário.
  • Ao reformar os banheiros, opte por chuveiros e torneiras de baixo fluxo água. Estes equipamentos podem reduzir custos com água e também energia para aquecimento da mesma. O Intercontinental Hotels Group ‘ s Holiday Inn em Flinders, Austrália por exemplo, recuperou seu investimento de AUD $22.000 (USD $19.500) em tecnologia de baixo fluxo após 18 meses da instalação dos redutores. O uso de água foi cortado em cerca de 50%.
  • As oportunidades para reuso de águas cinzas (provenientes de chuveiros e torneiras) devem igualmente ser exploradas. Um exemplo é o tratamento e reuso desta água nos vasos sanitários.

 

 

Meios de redução

 

Vasos sanitários

Um meio simples e barato de economizar água nos vasos sanitários é a instalação de válvulas redutoras nos vasos de pressão ou a simples colocação de uma garrafa plástica cheia de água nos vasos com caixa acoplada. Veja mais sobre o uso da garrafa em https://www.youtube.com/watch?v=SDeEZA1PuBA

 

Chuveiros

Instale chuveiros elétricos, chuveiros de calor instantâneos e reguladores de fluxo, que monitoram o fluxo de água e sinalizam aos hóspedes quando seu tempo do banho está acima do normal.

Paul Priestman, diretor da empresa de design Priestmangoode, criou o WaterPebble, um dispositivo de poupança de água, depois de ver o sinal “por favor, use água com moderação” em um hotel. O dispositivo é anexado ao ralo e pode ser pré-definido para um tempo padrão (3 minutos 50 segundos) ou para uma necessidade particular de um hotel. O equipamento monitora o fluxo de água, e indica, através de um semáforo-como LEDs, quando o tempo de banho já excedeu o “razoável”.

 

Torneiras

Use torneiras e chuveiros eficientes. Utilize equipamentos que possuam arejadores de 4 litros por minuto para torneiras e 8 litros por minuto para chuveiros ou então utilize torneiras com sensores. E o ideal, utilize ambas as tecnologias junto. Veja mais em https://ecohospedagem.com/redutor-de-vazao-para-torneiras/

 

Mictórios

Opte por mictórios de baixo fluxo ou de fluxos controlados por sensor.

 

Toalhas

Comunique os programas de reutilização aos hóspedes e colaboradores. Veja mais em https://ecohospedagem.com/conheca-os-diferentes-programas-de-reuso-de-toalhas/

 


Hotel Savoy, Londres, Inglaterra

Durante a renovação do Savoy, parte do Fairmont Hotels & Resorts, cada quarto foi desenhado utilizando a mais recente tecnologia para garantir que a experiência do hóspede fosse melhorada e ao mesmo tempo a pegada de carbono do hotel foi reduzida. Cada banheiro tem sensores de movimento que controlam a temperatura e iluminação (baixa energia) e sistemas de ventilação natural de ar.

 

Todos os vasos têm opções de flush duplo e os chuveiros utilizados possuem um impacto ambiental reduzido devido ao pré-aquecimento da água quente no sistema de refrigeração da cozinha.


 

Veja segunda parte da matéria em:

 

Segunda parte: Torne seu banheiro mais sustentável

 

Por Thiago Cagna

Deixe seu comentário também!

Comentários



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.